Idosa que sofreu dois AVCs após picada de cobra tem rim paralisado e pode ficar com sequelas

Maria de Fátima Bezerra Greca, de 63 anos, segue internada em estado grave na UTI. Caso ocorreu em Itanhaém, no litoral paulista.

A idosa que sofreu dois acidentes vasculares cerebrais (AVCs) após ser picada por uma cobra teve um rim paralisado e pode ficar com sequelas, segundo a família informou nesta segunda-feira (22). Maria de Fátima Bezerra Greca, de 63 anos, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, no litoral paulista.

Nesta segunda-feira, Danielle Greca, filha da vítima, afirmou que a mãe segue em estado grave. “Ela continua na UTI. A gente está com medo de perder a minha mãe. Não sabemos como ela vai ficar, mas pode ter sequelas e precisar de cadeira de rodas, de andador”, lamenta.

De acordo com Danielle, a família foi informada pelo médico responsável de que um dos rins parou, e que as próximas horas serão primordiais para a recuperação da idosa. “O médico nos informou que um rim dela parou, e a gente fica apreensiva. As 72 horas pós-cirurgia são primordiais para o estado de saúde dela”, afirma.

Segundo a família, Maria de Fátima, no passado, após uma cirurgia na vesícula, também foi para a UTI, ao sofrer uma parada cardíaca. Na época, ela conseguiu se recuperar após as 72 horas. Os parentes alegam que ela é uma pessoa forte, e que acreditam que ela sairá dessa situação.

Cesar Deivid Greca, de 67 anos, marido da vítima, está apreensivo, segundo a filha. “Meu pai está com medo, apreensivo, mas com muita fé. A gente tem certeza que ela vai se recuperar. Deus opera milagres, e esperamos um milagre. Minha mãe é muito forte, ela não vai desistir tão fácil, minha mãe é nosso orgulho”, conclui.

Nossa reportagem procurou o Hospital Irmã Dulce para saber mais detalhes sobre o estado de saúde de Maria de Fátima, mas foi informado que, devido ao sigilo de prontuário médico, a unidade não tem autorização para a divulgação.

Local onde a cobra picou Maria de Fátima Bezerra Greca — Foto: Arquivo Pessoal/Danielle Greca

Relembre o caso

Maria de Fátima chegava em casa, na Rua Manoel Moreira Senne, no bairro Chácara das Tâmaras, em Itanhaém, quando, ao abrir o portão, pisou acidentalmente no filhote de serpente da espécie jararacuçu (Bothrops jararacussu), que a picou no calcanhar, na última quinta-feira (17).

Logo após a picada, a vítima teve o primeiro AVC e foi levada pela família para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabaúna. Na unidade, após tomar soro contra o veneno da cobra, ela sentiu os braços e pernas formigarem, além da respiração fraca, sendo constatado um novo AVC. Ela foi transferida para o Hospital Irmã Dulce na sexta-feira (18), e após exames, foi descoberto um coágulo na cabeça, sendo necessária uma cirurgia. Ela permanece na UTI do hospital, estado grave.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2021/03/22/idosa-que-sofreu-dois-avcs-apos-picada-de-cobra-tem-rim-paralisado-e-pode-ficar-com-sequelas-esperamos-um-milagre.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=g1&fbclid=IwAR3vfpagzquv61hc3-PZjTK5n9Ge1WgbVqL4AFsJSm3WFjlULE5HysTBcm8

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT