Idoso de 60 anos mata vizinho com arma artesanal e facadas

PUBLICIDADE

Segundo a Polícia Civil, ele alegou que assassinou a vítima porque esta a acusava injustamente de furto. Investigadores acharam a arma enterrada nos fundos de sua casa.

A Polícia Civil de Arealva (SP) prendeu em flagrante nesta sexta-feira (10) um homem de 60 anos por ter matado um vizinho com facadas e o disparo feito com uma arma de fogo artesanal.

O crime aconteceu na zona rural da cidade um dia antes e vitimou o pedreiro Evandro Ferreira dos Santos, de 51 anos. Segundo a polícia, ele confessou que cometeu o crime porque a vítima o acusava injustamente de furto de ferramentas e de um botijão de gás.

Segundo informações do delegado Roberto Cabral Medeiros, que comanda as investigações, o assassino atraiu a vítima na noite de quinta-feira (9) dizendo que sua esposa estaria passando mal e precisava de transporte até um hospital na cidade.

No dia seguinte, um vizinho da vítima que presenciou o falso pedido de ajuda percebeu que Evandro não havia voltado para casa e que seu carro também não estava na garagem.

PUBLICIDADE

Em buscas na região, ele encontrou Evandro ensanguentado dentro de próprio carro, nas proximidades da casa do autor do crime. O Samu foi acionado e constatou a morte da vítima no local.

Durante as investigações, ele foi localizado na cidade vizinha de Duartina (SP), onde foi preso pela Polícia Militar. O ferimento a bala, na região entre o pescoço e o tórax, foi identificado pelo exame necroscópico realizado no Instituto Médico Legal (IML).

A Polícia Civil encontrou a arma artesanal enterrada nos fundos de sua casa e também apreendeu no local quatro munições de calibre 38, um delas já disparada. O homem foi preso em flagrante pelo crime de homicídio qualificado, praticado por motivo fútil e com meio que dificultou a defesa da vítima.

Ainda de acordo com a polícia, ele já possuía antecedentes por tentativa de homicídio e estupro de vulnerável, e após ser ouvido foi encaminho para a cadeia de Avaí (SP), onde ficou à disposição da Justiça.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP