Indivíduo é preso pela GCM após denúncia de tráfico de drogas em Cosmópolis, SP

Diante dos fatos, o indivíduo foi apresentado no plantão da Central de Polícia Judiciária.

Na tarde deste domingo (22), os guardas civis municipais Teodoro e Ferreira, estavam em patrulhamento pelo município de Cosmópolis (SP), quando receberam denúncia anônima que pela rua Walter Dester – Parque Residencial das Andorinhas – um indivíduo de camiseta branca e bermuda listrada estaria realizando à venda de entorpecentes, o local é conhecido por “Boca do Deci”.

“Iniciamos desde o período da manhã o patrulhamento com vistas ao indivíduo com as características passadas sendo que no período da manhã o indivíduo foi abordado e nada foi constatado porém já no período da tarde assim que adentramos o local dos fatos demos de cara com o indivíduo tentando efetuar a venda de um entorpecente que se encontrava em sua mão para um indivíduo em um veiculo Volkswagen/Fox branco que evadiu-se ao vizualizar a equipe. De pronto o indivíduo foi abordado localizando em sua mão 1 bucha de substância aparentando ser MACONHA e na outra mão à quantia de 30 reais em notas diversas e 6 reais no seu bolso em moedas”, disse Teodoro.

Diante da denúncia e como de costume iniciou-se o trabalho de procura por mais entorpecentes sendo que próximo do indivíduo em uma sacola debaixo de uma lona foi localizado mais uma grande quantia de entorpecentes sendo 55 buchas de substância aparentando ser MACONHA e mais 47 pinos cheios de substância aparentando ser COCAÍNA e mais 75 pedras de substância aparentando ser CRACK.

“Assim que foi localizado a sacola com os entorpecentes formou-se grande aglomeração de pessoas com intuito de tentar prejudicar nosso trabalho e se fez necessário o uso de 2 munições anti motim para garantir à integridade física da equipe. Com isso o indivíduo tentou empreender fulga correndo para área verde. Sendo que a equipe mesmo assim logrou êxito novamente em detê-lo, porém dessa vez o indivíduo partiu pra cima da equipe dizendo que não iria voltar para cadeia. Sendo necessário assim o uso de força moderada para contê-lo”, destacou Ferreira.

Diante dos fatos, o indivíduo foi apresentado no plantão da Central de Polícia Judiciária, onde após ser ouvido pela autoridade presente, permaneceu à disposição da Justiça.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT