Indústria paulista fecha 3,5 mil postos de trabalho em julho

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Agenda das reformas pode dar fôlego, avalia setor.

No mês de julho, a indústria paulista fechou 3,5 mil postos de trabalho. A comparação é com o mês de junho, sem o ajuste sazonal. No acumulado do ano, o saldo também é negativo (-1 mil vagas). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (16) pela Federação e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp).

 “Esta redução já era esperada para o mês de julho, conforme havia sido sinalizado pela pesquisa Sensor. O avanço na agenda das reformas pode dar fôlego ao crescimento da economia, gerando emprego no setor industrial”, disse José Ricardo Roriz, segundo vice-presidente da Fiesp e do Ciesp.

Segundo a pesquisa Nível de Emprego da Indústria de Transformação de São Paulo, o setor de veículos automotores, reboques e carroceria foi o que mais fechou vagas de emprego, com 2.163 postos de trabalho a menos, seguido pelos ramos de couro e calçados (-966) e de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-565).  Do outro lado estão o setor de confecção de artigos de vestuário e acessórios, que abriu 499 vagas, seguido pelos produtos farmoquímicos e farmacêuticos (349) e celulose, papel e produtos de papel (305).

Siga Beto Ribeiro Repórter e FATOS POLICIAIS no facebook, e fique por dentro de todas as novidades!