Inspetor Geraldo fala sobre operação conjunta entre a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal que terminou com apreensão de mais de 8 mil “pinos” de cocaína em Araras, SP

As drogas foram encontradas em um veículo que prestava serviços através de aplicativo.

Em mais uma operação conjunta entre a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal, foram apreendidos em Araras (SP), na última quarta-feira (13), quase 10 kg de entorpecentes. De acordo com a GCM, mais de 8 mil “pinos” de cocaína foram encontrados na região rural do município – próximo ao Jardim das Orquídeas (região Leste). O destino das drogas seria a cidade de Leme, segundo as forças de segurança.

“Nesta grande apreensão, o nosso suporte foi realizado pela ROMU, equipe especializada da nossa unidade. As drogas foram encontradas em um veículo que prestava serviços através de aplicativo. Durante a operação, os indivíduos envolvidos no tráfico forneceram as forças de segurança o endereço de uma possível refinaria de drogas na cidade, onde foram encontrados mais de 11 mil microtubos de eppendorfs vazios, balanças de precisão e pasta base de cocaína”, explicou o GCM Geraldo, comandante da Guarda Civil Municipal.

clique na imagem e saiba mais

Força Tática, ROCAM e ROMU apreendem quase 10kg de cocaína e detém cinco pessoas após denúncia

Na tarde desta quarta-feira (13) os policiais militares cabo Barros, soldado Consoni
e soldado Carlos, estavam em patrulhamento de Força Tática, quando foram abordados por uma pessoa não se identificou por medo de morrer, e informou que um GM/CLASSIC da cidade de Leme (SP), utilizado como transporte por aplicativo, estava saindo da zona rural de Araras (SP), com destino ao município de Leme, sendo que estava no Residencial Prefeito Jair Della Coleta (Orquídeas), carregado de drogas que seriam levadas para um traficante já conhecido nos meios policiais.

Com o apoio dos policiais militares cabo Souza e soldado Saturnino – equipe ROCAM (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas), e dos patrulheiros subinspetor GCM Anilton, GCM Gerônimo e GCM Lindman – equipe ROMU (Ronda Ostensiva Municipal), diligenciaram até o bairro. “A informação era absolutamente procedente, pois logramos êxito em abordar a motorista de aplicativo, ao volante do GM/CLASSIC, emplacamento de Leme, a qual parou o veículo sem reação. No interior do veículo estava seus dois filhos menores, bem como mais três pessoas. Em revista ao veículo, no porta malas encontramos vários sacos plásticos, com inúmeros kits, contendo milhares de eppendorfs de cocaína”, disse cabo Barros.

Durante a revista, ela foi indagada sobre a procedência da droga, de imediato falou que levaria as equipes até uma chácara, no bairro Loreto, local aonde ela havia pego. “Chegando no local quatro pessoas foram abordadas sem reação, sendo que um deles estava guardando eppendorfs dentro de um armário da cozinha. Durante a revista na chácara, foi encontrado 752 gramas de cocaína pura, creatina para a mistura, milhares de eppendorfs vazios, além de um liquidificador, impregnado com a substância entorpecente, que estava sendo utilizado para misturar a cocaína pura com o outro produto, tudo foi encontrado na respectiva cozinha e seus armários. Indagado, no local, os outros três inivíduos, afirmaram que estavam ajudando a embalar a droga. O que estava guardando os pinos no início da abordagem, por sua vez, disse que estava precisando de dinheiro e que estava fazendo um serviço para um cara de Leme”, destacou.

ÁGIL DPVAT

Diante dos fatos, todos receberam voz de prisão em flagrante, e foram apresentados no plantão da Central de Polícia Judiciária, onde após serem ouvidos pelo Dr. Tabajara Zuliani dos Santos, permanecendo todos à disposição da Justiça. Durante a ação foram apreendidos 8.341 eppendorfs cheios de cocaína e 11.930 eppendorfs vazios, mais 752 gramas cocaína pura, alguns recipiente de creatina a qual seria usada para a mistura. Totalizando 9,110 kg de cocaína.