Investigadores de Polícia nomeados desistem da Carreira em SP

Lamentavelmente, esta situação de decadência institucional é consequência do completo abandono da Polícia Civil pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria.

Nesta terça-feira (2), o Diário Oficial publicou decisão do Departamento de Administração e Planejamento da Polícia Civil, tornando sem efeito a nomeação de 78 Investigadores de Polícia, em razão de não terem tomado posse dentro do prazo legal.

As desistências decorrem, em grande parte, da morosidade na nomeação e principalmente dos péssimos salários e da falta de condições de trabalho da Polícia Civil paulista. Tal fato agrava ainda mais o déficit de pessoal da Polícia Judiciária, causando prejuízo à segurança da população.

Além disso, a desistência acarreta prejuízo ao erário, tendo em vista os elevados valores investidos na realização de concursos públicos. Essa situação ocorre em todas as carreiras policiais paulistas, principalmente, com os Delegados de Polícia, que deixam de tomar posse ou pedem exoneração, com o objetivo de assumir o mesmo posto em outros estados.

clique na imagem e saiba mais

Lamentavelmente, esta situação de decadência institucional é consequência do completo abandono da Polícia Civil pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria.

ÁGIL DPVAT

Fonte: http://www.sindpesp.org.br/noticias_det.asp?nt=3427