Jovem de 19 anos é presa após usar bebê para furtar dono de quiosque no litoral de SP

Ela pediu para preparar uma mamadeira para a criança, para ter acesso ao quiosque. Ela chegou a ser agredida por moradores antes da chegada da Polícia Militar.

Uma jovem de 19 anos foi presa em flagrante após usar um bebê para furtar um aparelho celular do proprietário de um quiosque na orla de Mongaguá, no litoral de São Paulo. Ela conseguiu acesso ao estabelecimento ao pedir para preparar uma mamadeira.

O crime ocorreu no último domingo (27), por volta das 16h30. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, a vítima teria se sensibilizado com o choro do bebê e autorizou a entrada da suspeita no quiosque. Após alimentar o bebê, a jovem pediu para deixar sua bolsa no local e saiu, voltando minutos depois para pegar o acessório.

clique na imagem e saiba mais

Logo que ela foi embora, a vítima sentiu falta do seu celular e decidiu ir atrás da jovem de carro, até que a viu com o bebê e com outra mulher. Questionada pelo proprietário do quiosque, ela negou o crime, mas, de acordo com ele, deixou cair o aparelho no chão enquanto passava o bebê para a outra mulher.

Em seguida, a suspeita tentou fugir correndo, mas foi alcançada por moradores, que a agrediram e a seguraram até a chegada dos policiais militares. Os PMs levaram a jovem a uma unidade de saúde do município, onde foi medicada e liberada.

De acordo com a Polícia Civil, a jovem foi presa em flagrante por furto qualificado e por colocar em perigo a vida ou a saúde de outra pessoa, neste caso, por ter exposto o bebê ao risco. Apesar de alegar que a criança era seu filho, ela não tinha nenhum documento que comprovasse isso. O bebê foi encaminhado para o Conselho Tutelar de Mongaguá.

O celular da vítima foi devolvido. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Mongaguá na madrugada desta segunda-feira (28).