Jovem desaparecida é encontrada morta e concretada em parede no litoral de SP

Familiares procuravam pistas sobre o paradeiro da jovem Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25 anos, em São Vicente.

A jovem Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25 anos, que estava desaparecida há oito dias, foi encontrada morta e concretada em uma parede em São Vicente, no litoral de São Paulo.

A Polícia Civil localizou o corpo da vítima nesta terça-feira (5). Ela havia sumido após visitar o avô, e a família informou que a última notícia que recebeu dela foi enquanto Joice estava em um ponto de ônibus e ligou para o esposo.

De acordo com informações, Joice foi localizada em um imóvel em construção na Rua Senador Lúcio Bittencourt, no bairro Esplanada dos Barreiros, em São Vicente. O corpo foi concretado em uma parede, embaixo de uma escada.

Um homem foi preso e outro suspeito foi ouvido por equipes da Delegacia de Homicídios de Santos. A Polícia Civil não informou o que eles relataram em depoimento até a última atualização desta reportagem.

Desaparecimento

Joice desapareceu no dia 27 de setembro. Estudante, ela morava no bairro Quarentenário, na Área Continental da cidade, com o esposo e duas filhas. Ela saiu para visitar o avô, que mora no bairro Parque Bitaru, na Área Insular, durante a tarde do dia do desaparecimento. Ela ficou no local até por volta das 19h, quando saiu. Desde então, ninguém conseguiu localizar a jovem.

“A última vez que entrou em contato com o esposo foi de noite, ela disse que estava no ponto para pegar a condução e ir para casa. Ele ficou esperando ela, mas o tempo foi passando e ela não apareceu”, disse a irmã da jovem, Maria da Glória Rodrigues.

Segundo a irmã, Joice nunca havia desaparecido antes. Desde então, familiares passaram a ligar para o telefone dela, que caía na caixa postal todas as vezes. Também fizeram o trajeto que ela percorreria até chegar em casa algumas vezes, em busca de pistas.

A família registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento de pessoa na Delegacia Sede de São Vicente, para a polícia investigar o caso.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT