Jovem é preso por matar a sogra de 75 anos após ela negar cartão bancário; corpo foi escondido em sofá

Vítima foi encontrada enrolada em panos, embaixo do sofá da casa onde morava, em Itariri (SP). Criminoso, de 28 anos, foi preso na tarde de segunda-feira (28).

Uma idosa de 75 anos foi encontrada morta, enrolada em panos, embaixo do sofá da casa onde morava, na área rural de Itariri, no interior de São Paulo. O genro, de 28 anos, autor do crime, foi preso. Segundo o boletim de ocorrência divulgado nesta quarta-feira (2), a vítima negou entregar o cartão bancário ao jovem, que queria sacar a aposentadoria dela.

A esposa de um sobrinho da vítima contou à polícia que a idosa esteve na chácara dela no último fim de semana. Conforme o relato, Luzia Pacheco dos Santos retornou para casa, e após alguns minutos, gritou e pulou a cerca para retornar à chácara do sobrinho. A esposa do parente afirmou que ouviu um rapaz gritando o nome da vítima.

Em seguida, a idosa contou à esposa do sobrinho que o homem em questão era genro dela, e que ele estava ali a pedido da filha dela, que o mandou buscar o cartão bancário, mas ela recusou. Segundo a vítima, ele queria o cartão para sacar a aposentadoria que ela teria que receber na sexta-feira (25), e que não havia sacado.

Ao perceber que a idosa estava muito nervosa e tremendo, ela a chamou para almoçar. Na ocasião, a vítima relatou que, há cerca de três semanas, o genro colocou um facão no pescoço dela e levou mais de R$ 10 mil, além de pegar o cartão dela. Ele devolveu o cartão no dia seguinte, mas ela ficou somente com R$ 80, porque o jovem pegou o restante do dinheiro dela.

Ainda conforme o relato, após passar a tarde com os familiares e amigos, a idosa voltou para casa. Na sequência, uma testemunha contou para a esposa do sobrinho da vítima que viu o genro de Luzia pedindo carona e oferecendo R$ 80 para quem o levasse até a cidade. Ele estava com o corpo cheio de lama e tremendo bastante.

O casal procurou a idosa, mas não a encontrou. Os familiares entraram na casa dela, mas não viram ninguém, e foram atrás do genro da idosa, que havia se escondido em uma área de mata. Sem encontrar Luzia, um boletim de ocorrência do desaparecimento foi registrado no último sábado (26).

Na manhã de segunda-feira (28), os parentes sentiram um forte odor na casa da idosa, e ao virarem o sofá, encontraram a vítima sem vida. A Polícia Militar foi acionada e encontrou a vítima com uma blusa enrolada em volta do pescoço, dando indícios de que tenha sido enforcada.

O local foi preservado até a chegada do Instituto de Criminalística (IC). O caso foi registrado como homicídio simples na Delegacia Sede de Peruíbe.

Prisão do assassino

O genro da vítima, de 28 anos, foi preso no bairro Jardim dos Prados, em Peruíbe, no litoral de São Paulo, por volta das 17h30 de segunda-feira, em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Segundo o boletim de ocorrência, ele foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde fez exame de integridade médica, que constatou escoriações no pescoço. Ele conformou aos policiais que as lesões foram causadas pela sogra.

Um exame de corpo de delito cautelar foi solicitado. O caso foi registrado na Delegacia Sede de Peruíbe como captura de procurado. Ele permanece à disposição da Justiça.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP