Jovem morre durante atendimento de ocorrência em Espírito Santo do Pinhal, SP

O rapaz, segundo a família, estaria transtornado e ameaçando os familiares com um facão.

Um rapaz de 31 anos morreu na tarde deste sábado (20/10) no bairro Jardim Varam em Espírito Santo do Pinhal (SP) durante o atendimento de uma ocorrência da polícia militar.

Segundo informações do comandante operacional da PM Sgt Douglas, a polícia foi acionada pela própria família do jovem Paulo Ricardo dos Santos Monteiro.

clique na imagem e saiba mais

O rapaz, segundo a família, estaria transtornado e ameaçando os familiares com um facão. Com o objetivo de conter o jovem, um dos PMs efetuou cinco tiros de elastômero (bala de borracha), um tipo de munição não letal. Segundo os policiais, mesmo assim, o jovem não parou.

No momento em que o soldado Leme seria atingido por um golpe de facão, seu parceiro de farda, soldado Canhadas, efetuou dois disparos com uma pistola .40.

Paulo Ricardo chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Para o Sgt Douglas, o policial que efetuou o disparo seguiu os procedimentos de orientação da corporação e agiu em legítima defesa.

Segundo o delegado Dr. Sérgio Ferreira do Carmo, que acompanha o caso, Paulo Ricardo tinha problemas psiquiátricos e possivelmente teve um surto psicótico.

Todos os procedimentos de polícia judiciária foram adotados e as armas dos policiais foram apreendidas e o caso passa a ser apurado pelas polícias civil e militar.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial deste texto sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ® Todos os direitos reservados ao site REPÓRTER BETO RIBEIRO

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.