Jovem perde 91 kg com dieta e exercícios durante a pandemia

Júlio César Ferreira Justino pesava 170 kg e diz que aproveitou o isolamento para reforçar os cuidados com a saúde.

Preocupado com a obesidade e o estilo de vida sedentário, o designer alagoano Júlio César Ferreira Justino, de 24 anos, resolveu mudar. Em novembro de 2019, pesando 170 kg, ele começou a adotar uma nova alimentação e criar o hábito de fazer exercícios físicos.

A motivação poderia ter esfriado quando começou o isolamento social no estado por causa da pandemia, em março de 2020, mas ele manteve o foco, uma dieta balanceada, rotina rigorosa de exercícios e conseguiu perder 91 kg em pouco mais de um ano.

Mesmo com as regras de distanciamento, que obrigaram as academias a fechar por meses, e trabalhando em home office, o designer seguiu com acompanhamento de uma nutricionista e fez os exercícios que eram possíveis em casa ou na rua, chegando a 79 kg em dezembro de 2020. “Decidido a emagrecer por me sentir mal por conta do peso que eu tinha, aproveitei a pandemia para cuidar da minha saúde. Não foi fácil porque precisei fazer uma dieta como se fosse me submeter a uma cirurgia bariátrica; e, aliado a essa mudança, precisei me movimentar e fazer exercício físico por duas horas todos os dias”, conta Júlio César.

O esforço também ganhava motivação no medo. Ele não queria se submeter a uma cirurgia bariátrica para não ficar refém de remédios e, após realização de exames, descobriu que o fígado estava comprometido por gordura. Era preciso conquistar qualidade de vida. “Antes eu era compulsivo. Comia o tempo todo e vivia de forma sedentária. Estava com o fígado comprometido por gordura quando recebi o ultimato do médico sobre a necessidade de mudar drasticamente meu comportamento. Entre viver, adoecer e morrer; escolhi viver”, afirma.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT