Jovem que comercializava ‘purple drink’ na internet é preso em SP

Bebida é uma mistura de refrigerante com remédio receitado para tosse e pode levar à morte.

Um publicitário de 25 anos foi preso nesta quinta-feira (14) em São Vicente, no litoral de São Paulo, suspeito de comercializar na internet uma bebida chamada ‘purple drink’. Segundo a Polícia Civil, a bebida é elaborada com codeína, fármacos anti-inflamatórios, refrigerante e a mistura pode levar à morte.

A Polícia Civil informou que vem investigando a utilização desse tipo de bebida por jovens. A bebida tem vários apelidos, mas o mais conhecido é ‘purple drink’, que em português significa ‘bebida roxa’. É uma mistura de refrigerante com remédios.

De acordo com especialistas, esse tipo de xarope contém uma substância chamada codeína, que tem um potencial de dependência extremamente grande e pode causar sérios problemas em doses elevadas.

Suspeito de comercializar a bebida em festas e na internet, nesta quinta-feira foi dado cumprimento ao mandado de busca e apreensão no apartamento do investigado, localizado no bairro Gonzaguinha.

No imóvel foram apreendidos 27 frascos de codeína, oito frascos de fenergan, diversas cartelas de cloridrato de prometazina, profergan e outros medicamentos, bem como involucros para drogas e uma balança de precisão. A codeína, de acordo com a polícia, é uma substância listada na portaria 344/98 da Anvisa como de uso permitido em concentrações especiais.

A Polícia Civil apurou que o suspeito comprava as receitas médicas com as substâncias prescritas pelo valor de R$ 150. Em buscas no imóvel, também foram localizados dois aparelhos celulares. Em pesquisa ao IMEI, constou que um aparelho estava bloqueado por roubo. O suspeito, então, confessou que registrou o boletim de ocorrência para fraudar o seguro e receber valor do aparelho.

O publicitário autuado por fraude para recebimento de indenização de seguro e tráfico de entorpecentes. A Polícia Civil alerta para o perigo do consumo dessa droga que é extremamente prejudicial ao organismo, podendo levar à morte.