Justiça absolve advogado acusado de envolvimento com facção criminosa

Wellington Luiz Pereira de Alcântara, de 42 anos, foi preso no dia 31 de agosto de 2020, em Presidente Prudente (SP). Juiz João Pedro Bressane de Paula Barbosa considerou a ação penal contra o advogado improcedente e determinou a expedição do alvará de soltura.

A Justiça absolveu o advogado Wellington Luiz Pereira de Alcântara, de 42 anos, que foi acusado de envolvimento com uma facção criminosa que atua nos presídios paulistas.

Na sentença, o juiz também determinou a expedição do alvará de soltura de Alcântara. O advogado foi preso no dia 31 de agosto de 2020, em Presidente Prudente (SP).

A polícia começou a investigar Wellington quando identificou conversas entre ele e uma mulher presa em outra operação. Na época, essas investigações apontaram que as mensagens com integrantes da facção envolviam o planejamento de ações ilegais, inclusive movimentações financeiras.

Agora, a decisão do juiz João Pedro Bressane de Paula Barbosa considerou a ação penal contra o advogado improcedente. O Ministério Público informou que vai recorrer da decisão.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT