Justiça condena a 30 anos de prisão acusado de matar mulher em Limeira, SP

Vítima foi enforcada e queimada. Segundo investigação, Marcos dos Santos da Conceição era conhecido da família e admitiu que o motivo do crime foi passional.

Foi condenado a 30 anos de prisão, nesta sexta-feira (25), um homem de 38 anos acusado de matar uma mulher, em Limeira (SP), após enforcá-la e atear fogo em seu corpo.

O corpo de Lucilene da Silva Chagas, moradora de Hortolândia (SP) que tinha 35 anos, foi encontrado parcialmente carbonizado em um bairro da área rural de Limeira, no dia 28 de outubro de 2018.

No dia seguinte, Marcos dos Santos da Conceição foi preso após admitir ter enforcado e ateado fogo na vítima. De acordo com a investigação, ele admitiu que o motivo do crime foi passional.

Conceição pode recorrer, mas continuará preso. A reportagem não conseguiu contato com sua defesa até a última atualização desta reportagem.

Conhecido da família

Lucilene mantinha uma união estável há 20 anos com um motorista, que registrou seu desaparecimento em boletim de ocorrência. Ela deixou duas filhas, de 12 e 18 anos.

A investigação levou os policiais a suspeitarem de Marcos dos Santos da Conceição, que chegou a negar envolvimento com o crime. De acordo com o delegado Luis Antonio Loureiro Nista, o homem é conhecido da família e após o reconhecimento do corpo de Lucilene pela família, admitiu o crime.

O delegado informou que o homem levou a vítima para uma área descampada na estrada municipal LIM-326, deu um “mata-leão” e, com ela desacordada, ateou fogo com gasolina. Ele ficou com ferimentos causados pelas chamas no adbômen e pernas.

Segundo a Polícia Civil, o homem também disse que comprou a gasolina em um posto de combustíveis em Campinas (SP).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT