Laudo aponta que trans achada carbonizada também foi estrangulada em SP

Segundo o boletim de ocorrência, um motorista foi preso em Sorocaba suspeito de participação no crime.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a trans de 22 anos que foi encontrada carbonizada também acabou sendo vítima de estrangulamento na Estrada dos Confederados, área rural de Itu (SP).

Vick Santos, como era conhecida, foi encontrada sem vida no dia 28 de maio. De acordo com a Polícia Militar, na ocasião, não foi possível identificar se o corpo era de um homem ou mulher.

Após investigação, um motorista de 41 anos foi preso no dia 18 de junho suspeito de participação no crime depois que foi expedido um mandado de prisão temporária de 30 dias pela 2ª Vara Criminal de Itu.

clique na imagem e saiba mais

Ainda de acordo com o boletim, o homem foi visto pela Avenida Itavuvu, em Sorocaba, onde acabou sendo abordado.

O suspeito tentou correr da polícia, resistindo à prisão. Em seguida, foi levado à UPA 9 de Julho e encaminhado à delegacia. Indagado, o homem negou envolvimento no crime. Como o veículo do suspeito pode ter sido usado no crime, ele também foi apreendido.