Lavar as mãos é, sem dúvida, a rotina mais eficaz e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções.

Lavar as mãos é considerado um princípio básico da higiene pessoal, afinal, durante o dia nossas mãos são expostas aos mais diversos tipos de bactérias e microrganismos, seja em casa, no trabalho ou nas ruas. Por causa disso, uma higienização adequada é considerada mais do que essencial.

A melhor maneira de mandar a sujeira embora é limpando os dedos, as unhas e as palmas das mãos. Uma simples – mas acurada – lavagem das mãos é, sem dúvida, a rotina mais eficaz e de maior importância na prevenção e controle da disseminação de infecções.

Para o médico membro do Conselho Diretor do Instituto do Câncer, Carlos Alberto Buchpiguel, o procedimento é essencial e ajuda a evitar as infecções relacionadas à assistência à saúde, uma vez que as mãos são uma das principais vias de transmissão de microrganismos.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), infecções relacionadas à assistência à saúde afetam milhões de pacientes e têm um impacto significativo nos doentes e nos sistemas de saúde em todo o mundo.

Nos países desenvolvidos, essas infecções representam de 5% a 10% das internações em hospitais de cuidados agudos. Nos países em desenvolvimento, o risco é de duas até 20 vezes maior, sendo que a proporção de pacientes com esse tipo de infecção pode ultrapassar 25%.

A estudante Marjorie Oliveira conta que sempre que volta de lugares em que precisou usar o transporte público, limpa as mãos. “Eu ando com meu álcool em gel na bolsa, assim, sempre que preciso, fica mais fácil fazer a limpeza”, afirma.

A enfermeira da comissão de controle de infecção hospitalar do Hospital das Clínicas da USP, Angelica dos Anjos, explica que a higienização com solução alcoólica é a forma mais rápida de eliminar a contaminação por microrganismos em qualquer ambiente.

Por isso, ensina como fazer uma limpeza correta. “Coloque um pouco de álcool em gel sobre as mãos e higienize palma com palma, dorso da mão esquerda e mão direita, polegares e ponta dos dedos”.

A dona de casa Fátima Aparecida da Silva explica que não sabia que a limpeza das mãos era tão importante. “Estou acostumada a sempre lavar as mãos, mas não imaginava que essa limpeza impedia tantas bactérias de nos infectar. Vou começar a prestar mais atenção quando for fazer a higienização”, finaliza.