Liminar da Justiça interdita asilo após denúncia de maus-tratos contra idosos em Descalvado, SP

Com vídeos e fotos, ex-funcionária denunciou que moradores vivem em condições precárias, seminus e em meio às próprias fezes. Abrigo tem até a quinta-feira (7) para transferir os idosos.

Após uma denúncia de maus-tratos contra idosos, uma liminar da Justiça interditou o Asilo e Lar Evangélico das Assembléias de Deus (Asilar) – Lar Redenção, em Descalvado (SP). O pedido foi feito pelo Ministério Público.

Vídeos e fotos feitos por uma ex-funcionária mostram idosos no chão, nus ou seminus, e falta de higiene. Ela também apontou falta de alimentação adequada. O abrigo tem até a quinta-feira (7) para transferir todos os idosos para outras instituições regularizadas ou para cuidados de parentes.

A direção do Asilar informou que já havia se manifestado sobre o caso em nota de repúdio e não comentou a interdição. A ação foi instruída pelo Promotor de Justiça Lucas Corradini da Silva, na quinta-feira (1º), após ouvir relatos e fotos mostrando idosos nus, dormindo no chão, em meio a urina e fezes.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP