Limpeza e socorro rápido são aliados contra escorpiões

Instituto Biológico orientará gestores a combater animais; no Podcast Via SP especialistas dão dicas de prevenção e ação em casos de picadas.

Ações de prevenção e controle de infestações, e o atendimento imediato em casos de picadas são medidas essenciais para conter danos provocados por escorpiões. Em dezembro, técnicos do Instituto Biológico vão promover um encontro na capital paulista voltado a gestores e profissionais da área com orientações sobre o tema.

Com a proximidade do verão, pode haver aumento de incidência de animais peçonhentos. Picadas de animais como o escorpião podem causar danos à saúde e, nos casos mais graves, podem levar à morte.

O Instituto Biológico, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, é responsável por desenvolver e transferir conhecimento em áreas de sanidade animal e vegetal. Para o workshop “Monitoramento e Controle de Escorpiões”, técnicos do instituto e convidados vão abordar temas como dispersão, prevenção e controle; monitoramento e novas tecnologias. O encontro será em 5 de dezembro, na sede do Instituto Biológico, na capital paulista. Mais informações neste link.

Ao Via SP, podcast do Governo do Estado de São Paulo, o Diretor do Laboratório de Pragas Urbanas do Instituto Biológico, Francisco Zorzenon, falou sobre a importância de o cidadão notificar a prefeitura quando vir escorpiões ou terrenos baldios, para que o poder público local tome as medidas necessárias.

Zorzenon explica que esse tipo de animal pode aparecer em qualquer lugar, mas é mais recorrente em locais onde há muitas rachaduras e fissuras (como cemitérios), onde há restos de materiais de construção e em terrenos sujos.

“Por essa razão a limpeza de áreas públicas é essencial. É recomendado manter terrenos limpos, com o mato aparado. Em locais onde há incidência de escorpiões, é recomendado bater os sapatos antes de calçá-los e roupas que tenham ficado no chão”, afirmou o Diretor. Zorzenon alerta que o controle de escorpiões deve ser feito por equipe competente, já que produtos domésticos são inadequados para esse tipo de animal.

Dicas em casos de acidentes

Os profissionais da Secretaria de Estado da Saúde e do Instituto Butantan, vinculado à Secretaria, orientam para a procura imediata de socorro em casos de picadas de escorpião. “Lavar o local [da picada] e colocar uma compressa morna podem aliviar o quadro doloroso até que o paciente chegue a uma unidade de emergência”, explicou, também ao Podcast Via SP, a Diretora do Núcleo Estratégico de Venenos e Antivenenos do Instituto Butantan Fan Hui Wen.

Wen afirma que esses acidentes podem ter dois efeitos: um no local da picada, com ardência e dor; e o segundo, mais grave, é o possível efeito do veneno na circulação sanguínea. O segundo efeito pode causar atingir o coração ou os pulmões, podendo levar a óbito nos casos mais graves. Crianças e idosos são mais vulneráveis.