Lista suja do trabalho escravo denuncia 209 empresas no país

Entre 2005 e 2018, 2.879 funcionários foram submetidos por seus empregadores a exercer atividades laborativas sob condições degradantes e desumanas.

O Ministério do Trabalho divulgou uma versão atualizada da chamada “lista suja” do trabalho escravo, que reúne empregadores que submeteram funcionários a condições análogas à de escravo.

O documento denunciou 209 empresas pela prática do crime e ainda revelou que, entre 2005 e este ano, 2.879 funcionários foram submetidos por seus empregadores a exercer atividades laborativas sob condições degradantes e desumanas.

A nova lista traz tanto empregadores do espaço urbano como da zona rural. A lista oficial será divulgada apenas no final do ano, mas o governo federal já apontou características comuns entre as vítimas, como a baixa escolaridade e o fato de estarem inseridas em bolsões de pobreza.

clique na imagem e saiba mais

De acordo com a Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conaete), jornada exaustiva é todo expediente que, por circunstâncias de intensidade, frequência ou desgaste, cause prejuízos à saúde física ou mental do trabalhador, que, vulnerável, tem sua vontade anulada e sua dignidade atingida.

Já as condições degradantes de trabalho são aquelas em que o desprezo à dignidade da pessoa humana se instaura pela violação de direitos fundamentais do trabalhador, em especial os referentes a higiene, saúde, segurança, moradia, repouso, alimentação ou outros relacionados a direitos da personalidade.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.