Mãe de estudante da Unicamp morta a facadas publica carta e agradece apoio

PUBLICIDADE

No texto, Maria de Lourdes Roquetto demonstra muita fé, agradece o apoio que tem recebido e pede que as pessoas pensem nas coisas boas, assim como sua filha fez durante a vida. Crime aconteceu em São João da Boa Vista (SP).

Em sua primeira manifestação pública após a morte da filha, Maria de Lourdes Roquetto, mãe de Mayara Roquetto Valentim, publicou uma carta de agradecimento pelo apoio que tem recebido e pede que as pessoas foquem no legado de positividade que sua filha deixou (veja abaixo).

Mayara tinha 23 anos, era estudante da Unicamp e foi assassinada com 28 facadas, em 15 de maio, enquanto fazia uma caminhada na Serra Paulista, em São João da Boa Vista (SP), por Michael Douglas da Silva, de 28 anos. Ele foi preso e confessou o crime.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP