Mais de 70 funcionários da Apae ainda estão sem receber o 13º em Pirassununga, SP

Presidente da Associação diz que está arrecadando fundos com eventos para fazer os pagamentos

Sem receber o 13º salário do ano passado, mais de 70 funcionários da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Pirassununga (SP) ainda esperam a remuneração. O presidente da Apae, Moacyr Fonseca, reconhece a situação e diz que está arrecadando fundos por meio de eventos na cidade para suprir a falha.

Uma funcionária que preferiu não se identificar reclama do atraso de sete meses. “Eles falam que não têm previsão para pagar, deixam bem claro. Além disso, o salário deste mês também está atrasado. O problema é que as contas chegam e não temos dinheiro para pagar”, contou.

clique na imagem e saiba mais

Outra funcionária também sofre com a situação. “Eles falam que não têm dinheiro no momento para acertar com a gente. O pagamento desse mês eu recebi nesta terça-feira (11), porém com atraso, já que era para ser feito no 5º dia útil. Quem sai de férias, também fala que recebe o salário desse período de descanso com atrasos. Com isso, as contas ficam atrasadas, é uma situação muito complicada”, reclamou.

Apae

Em maio deste ano, Fonseca afirmou em entrevista que o pagamento seria feito naquele mês, junto com o salário. A promessa, porém, não foi cumprida por falta de verba.

Nesta terça-feira, Fonseca disse que dos 170 trabalhadores cerca de 70 ainda não receberam. Para resolver a situação, estão sendo promovidos eventos, como a Semana Nenete, para arrecadar fundos. Assim que entrar dinheiro, o pagamento do 13º será realizado.