Mais de 98 mil micro e pequenas empresas foram abertas no 1º bimestre de 2021, diz Sebrae

Número representa queda de 1,7% na comparação com o mesmo período de 2020. Apesar do aumento de novos negócios em janeiro, o mês de fevereiro teve retração.

O Brasil registrou a abertura de 98,1 mil micro e pequenas empresas nos dois primeiros meses de 2021, 1,7% a menos do que o mesmo período do ano anterior, segundo levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com base em dados da Receita Federal.

A maioria das empresas (57%) foram abertas em janeiro, o que representa crescimento de 12,6% em relação a 2020. Porém, o baixo desempenho na abertura de empresas em fevereiro puxou o resultado do bimestre para baixo, com retração de 15,8%, na comparação com o mesmo mês de 2020.

Essa queda de abertura de empresas de micro e pequeno porte pode ser reflexo das dificuldades que donos de negócios estão tendo com o novo avanço da pandemia do coronavírus no país, de acordo com Carlos Melles, presidente do Sebrae. “Voltamos a conviver com medidas mais restritivas do comércio nos estados e isso impacta diretamente no desempenho dos pequenos negócios no país, principalmente os ligados aos ramos de alimentação e vestuário”, afirma Melles.

Em fevereiro, dos 20 segmentos de pequenos negócios com maior registro de abertura, 18 tiveram queda significativa. Entre eles estão: Atividades de lanchonetes e similares (-37%); Restaurantes (-34%); Comércio varejista de mercadorias em geral, principalmente de produtos alimentícios (-26%); Vestuário (-24%).

Apenas duas atividades apresentaram aumento de abertura de empresas em fevereiro: Consultoria em gestão empresarial (+6%); Atividade de corretagem, compra e venda de imóveis (+4%)

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT