‘Maníaco da Peruca’ é condenado a 60 anos de prisão em regime fechado por assassinatos em série no litoral de SP

Decisão do júri popular foi tomada após três dias de sessão no Fórum de Santos.

O dentista Flávio Nascimento Graça, de 39 anos, foi condenado a 60 anos de prisão em regime inicial fechado, sem possibilidade de apelação, por três homicídios consumados e duas tentativas. A decisão do júri popular foi anunciada por volta das 22h desta quinta-feira (12), após três dias de julgamento no Fórum de Santos, no litoral de São Paulo.

O ‘Maníaco da Peruca’ – como Flávio ficou conhecido por atacar as vítimas com o adereço para disfarce – foi considerado imputável pelo júri. Isso significa que o conselho julgador entendeu diante das apresentações que o autor dos crimes sabia o que estava fazendo quando matou as vítimas, e é capaz de responder criminalmente pelos atos.

O advogado de defesa de Flávio, Eugênio Malavasi, apresentou dois laudos sobre a sanidade mental do acusado feitos por peritos do Fórum. Segundo ele, os documentos atestaram que o réu é inimputável, ou seja, teria doença mental, o que compromete a sanidade ao cometer os crimes. Ele também reivindicou acesso a tratamento após a aplicação da pena “por que ele (Flávio) tem problema”.

O advogado de acusação, Augusto Miglioli, por sua vez, sustentou que Flávio tinha plena consciência, capacidade e entendimento em relação aos crimes. Assim como a defesa do réu, a acusação também apresentou um laudo sobre a sanidade do ‘Maníaco da Peruca’.

As divergências reveladas nos laudos motivou a Justiça a determinar que o caso fosse decidido por júri popular.

O réu está preso há cerca de três anos, na Penitenciária José A. C. Salgado, a P-II de Tremembé, no Vale do Paraíba. Ele chegou à Baixada Santista na manhã de terça-feira (10), e passou a noite na Penitenciária Dr. Geraldo de Andrade Vieira, conhecida como Penitenciária 1 de São Vicente.

Antes de ser preso preventivamente, em 2018, Flávio permaneceu mais de três anos foragido.

Julgamento

O julgamento com júri popular do dentista Flávio do Nascimento Graça, de 39 anos, acusado de matar três pessoas ligadas a uma clínica dentária de Santos, no litoral de São Paulo, começou na manhã de terça-feira (10) no Fórum de Santos e só terminou às 22h desta quinta-feira (12).

O júri havia sido marcado para acontecer no último mês de abril, mas foi adiado devido a um perito estadual não ter sido encontrado pela Justiça. O réu ficou conhecido como ‘Maníaco da Peruca’ após cometer uma série de crimes entre 2014 e 2015 utilizando o adereço para disfarce. 

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP