Homem dirigia o veículo em que mulher estava e foi preso por embriaguez ao volante. Caso ocorreu na madrugada de domingo (14).

O marido da gestora Andreza Cristina Pereira Leme Valim de Lima, que morreu na madrugada de domingo (14) em um acidente na Rodovia Engenheiro João Tosello (SP-147), em Limeira (SP), foi libertado após pagamento de fiança. O homem de 39 anos havia sido preso por embriaguez ao volante e homicídio culposo durante a tarde do domingo.

A audiência do custódia ocorreu no início da tarde desta segunda-feira (15). Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-SP), foi arbitrada fiança de R$ 2 mil, que foi paga. Com isso, a 3ª Vara Criminal de Limeira expediu o alvará de soltura, “já encaminhado à autoridade policial para cumprimento”.

O marido era o motorista do carro em que Andreza estava. Segundo a Polícia Rodoviária, ele perdeu o controle do veículo e bateu na mureta de proteção. O homem foi encaminhado ao hospital Medical, onde ficou em observação até receber alta. O acidente ocorreu no km 106 no sentido Mogi Mirim (SP). A mulher morreu no local.

Um médico legista fez um exame clínico no homem, além de outros testes, e constatou a embriaguez. Segundo a delegada Andrea Arnosti, o marido admitiu, em depoimento, que ele e a esposa tinham ingerido bebida alcoólica e discutiam no momento do acidente.

Mulher morre após acidente em rodovia de Limeira — Foto: Cauê Pixitelli/noticiadelimeira.com.br

Vítima trabalhava em hospital

Andreza, que tinha 37 anos, atuava como gestora no mesmo hospital que o marido foi socorrido. Ela deixa um filho de 10 anos de um relacionamento anterior. Já o marido é autônomo. Segundo a Polícia Civil, o casamento civil deles ocorreu há cerca de uma semana, mas o casal já morava junto antes disso.

Em nota, o hospital lamentou a morte da funcionária. “A família Medical está em luto hoje. Andreza Leme Valim de Lima era colabora do hospital há aproximadamente 15 anos, sendo a última função a de gestora das recepções da Internação e Pronto-Atendimento”, informou, em nota, o Medical.

Recusou bafômetro, diz Polícia Rodoviária

Segundo a Polícia Rodoviária, o marido não quis fazer o teste de bafômetro no local do acidente. A hipótese da Polícia Rodoviária é de que a mulher bateu a cabeça no para-brisa do veículo, modelo Citroen C4. A perícia da Polícia Científica foi ao local para apurar as causas.

A pista ficou interditada entre 5h40 e 9h, mas o tráfego não foi afetado, segundo a Polícia Rodoviária. O enterro de Andreza está marcado para às 10h de segunda-feira (15) no Cemitério Municipal de Limeira.


Aviso: Os comentários só podem ser feitos via Facebook e são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, sendo passível de retirada, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Tem uma sugestão de reportagem? Nos envie através do WhatsApp (19) 99861-7717.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here