Mecânico que seria levado para o “Tribunal do Crime” é resgatado pela GCM em Limeira, SP

Ele estava aos gritos no porta-malas do carro.

Na madrugada desta terça-feira (15) a equipe do Pelotão Ambiental da Guarda Civil Municipal de Limeira (SP), composta pelos agentes Jean e Horn, estava em patrulhamento pela Estrada Rural Limeira 146 – Bairro do Tatu (próximo ao Espaço Rodeio), quando se deparou com um com um VW/Fox, parado no acostamento da estrada.

Ao se aproximarem do veículo para verificar os GCMs ouviram gritos vindos do porta-malas do carro, e ao abrirerem econtraram um mecânico de 27 anos, morador do bairro dos Pires, amarrado com um cinto.

clique na imagem e saiba mais

Ele disse que na manhã de segunda-feira (14), estava transitando pelo bairro Vista Alegre, com o veículo emprestado de sua namorada, quando foi cercado por um GM/Celta, branco, ocupado por três indivíduos, um deles seria um conhecido de nome Luis Carlos, o qual teria negociado a venda de um carro, recebeu a quantia de R$ 3.000,00 (três mil reais), porém, não pagou o restante. Por meio próprios a vítima recuperou o veículo, mas Luis, passou a lhe cobrar os três mil reais que havia pago pelo carro. 

A vítima relatou aos GCMs que após ameaça, inclusive um dos indivíduos que acompanhava seu desafeto, estava armado com um revólver, levaram o rapaz com o veículo de sua namorada, até as margens da Rodovia Anhanguera, sendo o tempo todo acompanhado pelo Celta.

Chegando na rodovia, perto da BRK, a vítima foi então amarrada e trancada no porta-malas do Fox, sendo ameaçado de morte pelos três homens, dizendo que eram de uma organização criminosa e que iriam levar ele até a cidade de Jundiaí (SP), onde seria julgado pelo “Tribunal do Crime”, e possivelmente seria executado.

A vítima foi agredida com uma cotovelada no rosto, e teve R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais), em dinheiro que estava em sua carteira  roubados pelos criminosos, além do estepe do carro.  Ele disse que permaneceu no porta malas até escurecer, perdendo a noção do tempo até ser resgatado pela Guarda Civil Municipal, e levado para atendimento médico na UPA.

O caso foi apresentado no plantão da Central de Polícia Judiciária, e contou com apoio da equipe operacional, composta pelo GCM J. Carlos e GCM Supervisor Hansen.