Mega operação desmantela fábrica de perfumes falsificados em Limeira, SP

Centenas de caixas já estavam prontas para serem encaminhadas aos compradores de vários locais do Brasil.


No final da manhã desta terça-feira (8), a Polícia Civil em conjunto com a Guarda Civil de Limeira (SP), fechou  uma fábrica que falsificava perfumes de grifes Francesas famosas conhecida em todo mundo, no bairro Parque Hipólito. A informação é da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Civil.

A operação foi comandada pelo delegado Leonardo Burger Monteiro Luiz e o Secretário Municipal de Segurança e Defesa Civil, Wagner Marchi juntamente com uma equipe da Vigilância Sanitária. O local já era alvo de investigações que chamou a atenção dos policiais pelo fato dos proprietários dificultarem o acesso do setor da vigilância sanitária, suspeitando de alguma situação ilícita.

De acordo com Wagner Marchi, a empresa estava tentando regularizar a situação da empresa, porém nunca apresentava as documentações necessárias para a fabricação de cosméticos, hoje surpreendentemente foi deflagrado a operação e constatado a falsificação milhares de produtos falsificado das maiores marcas famosas como: Azzaro, Chanel 5, Fantasy, Polo, Ferrari entre outras marcas.

Durante a ação 27 pessoas foram detidas, 17 estavam escondidas entre as caixas no andar superior o qual funcionava um laboratório onde eram envazados e embalados os perfumes, todos foram detidos e conduzidos para prestar esclarecimentos. O Pelotão Ambiental da GCM e fiscais do meio ambiente esteviveram no local e também constataram crimes ambientais.

O proprietário da empresa já foi preso anteriormente pelo mesmo crime em março de 2019, o filho e uma sócia também foram detidos no interior da fábrica. Com a chegada dos policiais, um veículo foi abordado com várias caixas do produto no interior do veículo que seria destinado para a cidade de Campinas (SP) para serem comercializados.

Centenas de caixas já estavam prontas para serem encaminhadas aos compradores de vários locais do Brasil, entre os locais destinados, seria em na cidade de São Paulo (SP), no bairro do Brás e 25 de março onde camelôs normalmente os revendem. O local foi periciado e todos os produtos foram apreendidos pela Polícia Civil.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT