Menino que recebeu ajuda do helicóptero Águia para fazer transplante morre aos 13 anos

Murilo Freitas Gonçales havia recebido um transplante de coração em 2015. Morte aconteceu nesta quarta-feira (21) e foi causada por uma infecção pulmonar que evoluiu para infecção generalizada.

O menino mariliense, Murilo Freitas Gonçales, de 13 anos, que havia recebido ajuda do helicóptero Águia para chegar a tempo de fazer um transplante de coração em 2015 no Instituto do Coração em São Paulo (Incor) quando tinha apenas 7 anos, morreu nesta quarta-feira (21) após ter uma infecção pulmonar que evoluiu para uma infecção generalizada.

De acordo com o pai , Ronaldo Gonçales, Murilo passou mal na madrugada desta segunda-feira (19) e foi internado no Hospital Maternal Infantil da cidade. O menino teve uma infecção pulmonar que evoluiu para uma infecção generalizada.

Ainda segundo Ronaldo, o seu filho utilizava dois aparelhos respiratórios 24 horas, mas estava bem. No entanto, com a infecção, os rins e o coração começaram a ficar fracos. Murilo precisou até mesmo tomar medicações para que o seu coração conseguisse funcionar.

O pai conta que o menino também passou por hemodiálise, mas diante do agravamento do quadro os rins pararam de funcionar. Murilo não resistiu ao agravamento da infecção que se espalhou pelos órgãos. O velório e o sepultamento aconteceram na tarde desta quarta-feira (21) em Marília.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT