Ministério da Justiça e Segurança Pública, CNT e SEST SENAT assinam acordo para inibir roubo de carga e violência contra passageiros

O acordo foi pautado pela Polícia Rodoviária Federal, que preside o Comitê Gestor da Política Nacional de Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas (CGPNR-FRVC).

Pautado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF),  Acordo de Cooperação Técnica (ACT), que visa à implementação de uma política integrada Nacional para o enfrentamento de graves manifestações do crime organizado e da criminalidade violenta que incidem sobre a atividade do transporte de cargas e de passageiros no País, foi firmado na quinta-feira(12).

 O documento foi assinado pelo Secretário-Executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Tércio Issami Tokano, pelo presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT) e dos Conselhos Nacionais do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT), Vander Costa.

O acordo foi pautado pela PRF, que preside o Comitê Gestor da Política Nacional de Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas (CGPNR-FRVC). O objetivo é permitir o compartilhamento de dados estatísticos e informações de interesse estratégico para análise de riscos e planejamento de ações para inibir crimes, como roubo de veículos de carga e passageiros.

clique na imagem e saiba mais

A PRF registrou este ano uma redução de 17% no número de roubo de cargas, de 1º janeiro a 10 de novembro, se comparado ao mesmo período de 2019. O resultado é resultado a ações de policiamento pautadas em dados estruturados e inteligência policial, que têm produzido impactos significativos no combate ao crime, desde apreensões recordes até o impacto na inibição de crimes como o roubo de cargas.

Para o presidente do Comitê Gestor da Política Nacional de Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas (CGPNR-FRVC), o PRF Fábio Elissandro Cassimiro Ramos, a assinatura do acordo configura um avanço na coordenação do enfrentamento aos delitos de carga. “O Comitê atuou como o principal articulador entre todas as instituições do sistema de enfrentamento ao furto e roubo de carga. A participação ativa de todas as instituições representadas no Comitê colaborara para esse resultado, que prevê vários avanços, principalmente na seara de capacitação, compartilhamento de dados e na propositura de ações” afirmou.

Saiba mais no portal do MJSP, clicando AQUI.