Ministro da educação: “Não vamos permitir que professor ensine às crianças que homem pode ser mulher”

Declaração foi dada pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, durante um evento do MEC.

Durante um evento do Ministério da Educação nesta terça-feira (8), o ministro da Educação, Milton Ribeiro, falou que sua gestão não pretende permitir que professores ensinem, em salas de aulas, que uma pessoa que nasceu homem pode ser mulher.

A fala ocorreu durante o lançamento do reality show “Merendeiras do Brasil”, desenvolvido pelo MEC em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com o ministro, não se pode “ensinar coisas erradas para as crianças”.

– Nós não vamos permitir que o professor chegue na sala de crianças de 6 a 10 anos e diga que ‘se ele nasceu homem, se quiser ser mulher, pode ser mulher‘ – destacou.

No mesmo evento, o ministro falou sobre uma denúncia apresentada contra ele pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por suposta homofobia. O motivo foi uma declaração de setembro de 2020 que relacionou a homossexualidade a um contexto familiar “desajustado”.

– Nós temos que respeitar todos, nosso país é laico (…) Uma coisa é respeitar, agora incentivar é um outro passo (…) Isso eu falo publicamente mesmo. Por isso que meu processo já está lá no STF. Eu não tenho vergonha – ressaltou.

Milton Ribeiro ainda disse que “dentro da escola temos que aprender o que é o caminho bom, o correto, o civismo, o patriotismo, as coisas certas”.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP