Moradores cavam covas em praias de SP para afastar turistas no ‘megaferiado’

Ato seria contra fluxo de turistas da capital ao litoral paulista durante pandemia do novo coronavírus.

A faixa de areia de uma praia de Bertioga, no litoral de São Paulo, amanheceu nesta sexta-feira (22) com seis ‘covas’ em protesto contra a vinda de turistas para o litoral paulista durante o ‘megaferiado’ na capital, em vigor desde quarta-feira (20). Os municípios da Baixada Santista fizeram barreiras sanitárias para tentar impedir a entrada de turistas e a disseminação do novo coronavírus.

A gari Selma Regina Santos, de 34 anos, viu as ‘covas’ na Praia de Boraceia. Ela fez um registro da cena. “Estávamos coletando o lixo quando vimos as covas na faixa de areia. Chegamos perto para ver se não tinha nada dentro, enterrado. Estava vazio, era só pra chamar a atenção. Acredito que seja um protesto”, disse.

De acordo com Selma, o protesto teria sido feito por moradores da região contra a vinda de turistas ao litoral durante a pandemia causada pelo novo coronavírus. “Um alerta para que todos fiquem em casa. Durante feriados e finais de semana, costuma aparecer gente na praia. É preocupante”, conta.

clique na imagem e saiba mais

As cruzes afixadas em amontoados de areia simulando covas foram vistas também na Praia de Juquehy, em São Sebastião (SP). Os moradores simularam covas, colocaram cruzes na areia da praia e escreveram mensagens como ‘Fique em casa’.

Em nota, a Prefeitura de Bertioga confirmou que tratou-se de um protesto de moradores pela chegada de turistas na praia. O material foi retirado.

Praia em São Sebastião recebe cruzes em protesto contra ‘megaferiado’ em SP — Foto: Prefeitura de São Sebastião/Divulgação

‘Megaferiado’

Após o prefeito de São Paulo sancionar o decreto que antecipou feriados para tentar aumentar o isolamento social, prefeituras da Baixada Santista implantaram e reforçaram barreiras sanitárias para evitar a vinda de turistas à região.

O Estado de São Paulo prometeu ajudar as cidades do litoral para evitar a invasão de turistas no ‘megaferiado’ adotado em uma tentativa de ampliar o isolamento social e frear a disseminação do coronavírus.

Cruzes feitas de madeira foram afixadas em cima de ‘covas’ falsas. — Foto: Arquivo pessoal/Selma Regina