Morre em acidente de moto brasileiro que se preparava para terceira Olimpíada de Inverno

Odirlei Pessoni, de 38 anos, era atleta da seleção brasileira de bobsled.

Faleceu neste sábado Odirlei Pessoni, atleta da seleção brasileira de bobsled, em decorrência de um acidente de moto na região de Peixoto, em Minas Gerais. Odirlei chegou a representar o Brasil em duas edições de Olimpíadas de Inverno, em Sochi 2014 e PyeongChang 2018, e se preparava para a terceira, em Beijing 2022.

Criativo e curioso, Odirlei revolucionou o bobsled no Brasil. Na garagem de casa, ele criou simplesmente a primeira pista de push móvel do mundo. Além de facilitar os treinos, deu à seleção o melhor tempo do planeta, ajudando a classificar pela primeira vez uma equipe de 2-man para os Jogos Olímpicos de Inverno, na Coreia do Sul.

Edson Bindilatti, piloto da seleção brasileira de bobsled, lamentou a morte do companheiro, que segundo ele era o “coração do time”. “Tudo passava por ele, tinha o dedo dele. Sempre disposto a ajudar, sempre disposto a fazer as coisas acontecerem. Não tinha tempo ruim para ele. Era nosso mecânico, que regulava nosso trenó, um baita atleta, que fazia a diferença. No topo da pista ninguém assustava ele. Vinha com toda vontade e coração muito bom. Nosso ‘ranzinza’ amado. Não sei o que dizer. Apenas coisas boas”, disse.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT