Motorista bêbada detida após atropelar e matar garoto de 7 anos na calçada é liberada em audiência de custódia

Segundo a Guarda Civil Municipal, ela admitiu que ingeriu bebida alcoólica e não é habilitada. Liberação ocorreu mediante restrições como não sair de casa à noite e comparecimento a todos atos do processo.

Foi liberada pela Justiça durante audiência de custódia, nesta segunda-feira (20), a motorista detida após atropelar e matar um garoto de 7 anos na calçada, em Cosmópolis (SP), no domingo (19). Segundo a Guarda Civil Municipal, ela admitiu que ingeriu bebida alcoólica e não é habilitada.

De acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), após manifestação do Ministério Público, foi concedida a Jaciane Roza da Silva a liberdade provisória, sob o compromisso de comparecimento a todos os atos do processo, não mudar de residência sem a prévia comunicação à Justiça.

Também foi determinado que ela se mantenha em casa das 20h às 6h e não se ausente da comarca onde reside por mais de sete dias sem autorização judicial, sob pena de revogação do benefício concedido.

Acidente ocorreu em frente à casa da vítima, na Comunidade Valter Dester, em Cosmópolis — Foto: Pedro Torres/ EPTV

Brincava na frente da casa

O caso ocorreu no bairro Cidade Alta, por volta das 18h. Segundo a GCM, Alex Lacerda Pereira brincava na frente da casa dos tios quando o carro veio desgovernado, subiu na calçada e o atingiu.

A mãe do menino, que trabalha vendendo cachorro-quente, estava voltando do mercado na hora do acidente, mas o pai presenciou tudo. “Uma cena muito forte, muito triste que eu desejo que nenhum pai veja. É muito triste para mim”, declarou Jorlam Pereira de Souza, o pai de Alex.

De acordo com a Guarda Municipal, a motorista do carro de 38 anos estava voltando sozinha de uma festa na represa de Cosmópolis. Ela foi encontrada na frente da própria casa, que fica na mesma rua do acidente, e confessou para os agentes que ingeriu bebidas alcoólicas e não tinha permissão para dirigir.

Cena do acidente em Cosmópolis — Foto: Reprodução/EPTV

Apedrejaram o carro

Os moradores do local ficaram revoltados com a situação e apedrejaram o carro da motorista e também ameaçaram atear fogo no veículo. “Uma criança inocente, que tinha todo um futuro pela frente. Agora é esperar que a justiça seja feita, que ela pague pelo que fez”, complementou o pai.

A mulher fez exame de sangue para saber a quantidade ingerida de álcool e o resultado está sendo aguardado. Ela responderá por homicídio culposo, que é quando não há intenção de matar.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Americana e passou por exame. O enterro ocorreu na tarde desta segunda-feira, no Cemitério Municipal de Cosmópolis.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT