Motorista bêbado que dirigiu na contramão e matou enfermeira fugiu de abordagem policial

Anúncio
Clique na imagem. Link direto para Whatsapp


Na imagem é possível ver que homem seguia na pista contrária com uma caminhonete na rodovia Euclides da Cunha, em Fernandópolis (SP). Enfermeira de 28 anos morreu após ter carro atingido.

O motorista bêbado que dirigiu uma caminhonete na contramão e matou a enfermeira Karen Yoshizaki Takeda, de 28 anos, após acidente tinha fugido de uma abordagem policial momento antes da batida, segundo informou a Polícia Rodoviária Estadual. Karen não resistiu aos ferimentos e morreu no local da batida, na rodovia Euclides da Cunha.

De acordo com a polícia, uma equipe foi informada de que um veículo trafegava pela contramão e, ao tentar fazer a abordagem, o homem acelerou e fugiu. A polícia afirma que ele dirigiu cerca de nove quilômetros na contramão.

Um vídeo feito por uma pessoa que trafegava pela rodovia Euclides da Cunha mostra o motorista dirigindo na contramão. O acidente aconteceu na noite desta quinta-feira (3). Na imagem é possível ver que a caminhonete seguia na pista contrária, porém no mesmo sentido da pessoa que fez o vídeo.

Após a batida, a rodovia precisou ser interditada para atendimento da ocorrência. Segundo a Polícia Rodoviária, o homem realizou o teste do bafômetro, que apontou 0,70 miligramas de álcool por litro de ar alveolar e confirmou a embriaguez.

O homem foi preso em flagrante e, após passar por audiência de custódia, teve a prisão convertida em preventiva. O enterro do corpo da jovem foi realizado nesta sexta-feira (4), no cemitério de Estrela D’Oeste (SP).