Motorista de caminhão que explodiu em posto de combustível deixa a UTI e vai para quarto na enfermaria em Limeira, SP

Ele teve parte do corpo queimado.

O motorista Marcelo Tadeu de Oliveira teve alta da UTI, na manhã deste domingo (4), e foi encaminhado para o quarto da enfermeira do hospital de Limeira (SP), onde está internado para tratar as queimaduras decorrentes da explosão do caminhão que ele dirigia, em um posto de combustíveis de Rio Claro (SP), na quarta-feira (2).

Oliveira teve parte do corpo queimado no acidente. Ele foi uma das duas vítimas graves do acidente. A outra, o motorista Jovino Rocha de Andrade, de 51 anos, foi socorrido e levado em estado grave para a Santa Casa de Rio Claro (SP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta quinta-feira (1º).

Outras 19 pessoas tiveram ferimentos leves. A força da explosão danificou a estrutura do posto de gasolina, queimou dez veículos e causou estragos em dezenas de imóveis localizados próximos do local.

Pelo menos 10 veículos foram queimados com a explosão de caminhã em posto de combustíveis de Rio Claro — Foto: Reprodução EPTV

Transporte regular

Segundo a polícia de Rio Claro, o caminhão dirigido por Oliveira transportava transportava ácido fórmico, que é inflamável, e peróxido de hidrogênio (água oxigenada).

O transporte das substâncias que estavam no caminhão por via terrestre é permitido no Brasil, porém, pessoas da área química ouvidas pela polícia afirmaram que não é recomendado juntar os dois componentes (veja vídeo abaixo).

Ainda segundo o delegado, o motorista estava com a CNH vencida, mas dentro do prazo de renovação e tinha autorização para transportar a carga.

A Conecta Transportes de Químicos e Equipamentos Industriais, responsável pelo transporte da carga, que é de Sertãozinho, informou em nota que ”todos os esforços para obter maiores informações estão sendo realizados pela empresa” (veja abaixo o texto na íntegra).

O caminhão havia saído de uma empresa de soluções químicas em Charqueada com destino a uma indústria em Mogi Guaçu e fez um desvio para parar no posto de Rio Claro. O que causou o incêndio no caminhão e motivo que levou o motorista a fazer o desvio e ainda não foram apurados.

A empresa responsável pelo caminhão divulgou a seguinte nota:

“A empresa Conecta Transportes de Químicos Equipamentoss Industriais LTDA. recebeu a informação de que um de seus veículos fora atingido na explosão que ocorreu no posto na Rodovia Washington Luís, na quarta-feira (30/6).

Em decorrência disso, todos os esforços para obter maiores informações estão sendo realizados pela empresa que possui um plano de contenção de acidentes desenvolvido pela Ambipar, o qual foi acionado imediatamente.

Em que pese o rápido acionamento da empresa Ambipar, o local fora isolado pelas autoridades que realizaram o atendimento, pois não se sabe a origem da explosão.”

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT