Mulher adota cãozinho que a ‘consolou’ após morte da mãe por covid-19

Segundo Jaqueline, o cãozinho desapareceu após consolá-la e reapareceu depois de quase uma semana. 

A protetora de animais Jaqueline Masceno decidiu adotar o cãozinho que a ‘consolou’ no momento em que ela descobriu que sua mãe havia falecido em decorrência da covid-19.  O caso ocorreu na semana passada em Teresina, no Piauí.
 
Com a dor da perda da mãe, Jaqueline foi à calçada em frente ao hospital chorar, e de repente surgiu um cão e pulou nos braços da protetora de animais como se fosse um ato para consolá-la.
 
O gesto comoveu Jaqueline, que afirma ter sentido a presença espiritual de sua mãe no local. “O pessoal ficou mandando tirar ele, eu disse: ‘não tira, deixa ele que é minha mãe que está se despedindo de mim’”, disse.
 
A protetora não ia ficar com o cãozinho por ter outros animais em sua casa. No entanto, os seus bichinhos acabaram se dando bem com ele. “Eu ia levar para o abrigo porque tenho cachorros aqui em casa com problemas e ele não poderia ficar por não ser castrado. Mas, ao chegar aqui, as minhas cadelas não estranharam ele”, contou Jaqueline.
 
Jaqueline levou o animal até o túmulo onde foi sua mãe foi sepultada. “Eu fui ver a minha mãe e, então, eu o levei. Nós estávamos indo para o sítio para deixar ele lá, mas foi quando eu decidi ficar com ele”, disse.
 
O cãozinho foi batizado como Anjo Gabriel. Para a protetora, se tornou uma obrigação cuidar dele. (Com informações de Laura Moura/G1 PI — Teresina)

clique na imagem e saiba mais