Mulher de 25 anos cai em golpe de falsa venda de celular e perde R$ 1,5 mil em Araras, SP

Logo após o registro do fato, o setor de inteligência da Polícia Civil, já iniciou os trabalhos de investigação.

Estelionatários fizeram mais uma vítima na cidade de Araras (SP), infelizmente não é a primeira, e também não será a última. Os golpes vem crescendo muito, durante a pandemia. A ocorrência foi registrada nesta quarta-feira (28). 

De acordo com o registro feito na Central de Polícia Judiciária, uma mulher de 25 anos, tentou comprar um aparelho celular anunciado pelo Instagram, e após efetuar um PIX no valor de R$ 1.500,00 reais, percebeu que havia caído em um golpe.

A pessoa que estava “vendendo” o aparelho, simplesmente não respondeu mais suas mensagens e bloqueou seu contato. Logo após o registro do fato, o setor de inteligência da Polícia Civil, sob o comando do delegado Tabajara Zuliani já iniciou os trabalhos de investigação. “Tomem muito cuidado com os anúncios de vendas nas redes sociais, está acontecendo muitos golpes”, alertou Tabajara.

Perdeu R$ 37,5 mil 

Em Limeira (SP), uma empresária também caiu em um golpe, após ver um anúncio nas redes sociais. Diferente dessa de Araras, ela teve um “preju” de R$ 37,5 mil reais.

Ao utilizar indevidamente imagens e informações de um anúncio legítimo de venda de um veículo, criminosos duplicaram o anúncio para aplicar golpes, acabando por lesar uma empresária de 31 anos.
 
A vítima, que reside na Vila Cláudia, procurou o plantão policial para registrar queixa. Relatou que viu o anúncio da venda de um veículo Hyundai/HB20 na página de venda do Facebook e se interessou em comprar. Em contato com o número anunciado, conversou com um homem que dizia ser vendedor e se chamava Rafael.
 
O suposto vendedor, solicitou sua documentação, que logo foi enviada por e-mail.
A limeirense então realizou pagamento por Pix. Após enviar cópia do comprovante, foi informada que receberia o veículo no dia seguinte. Somente depois de todo o procedimento realizou pesquisas pela internet e descobriu que se tratava de um golpe.
 
Ao pesquisar o documento do veículo, ela conseguiu falar com um homem que se identificou como dono do HB-20. Ele disse que criminosos estão utilizando dados de seu carro, após tê-lo anunciado pela internet, para aplicar golpes.
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT