Mulher de 66 anos é acordada por barulho do tiro que matou seu filho de 38

As investigações são feitas por policiais da Delegacia de Homicídios.

Por Bargas Filho

O estrondo que fez acordar assustada uma mulher de 66 anos era do tiro que atingiu e provocou a morte do filho dela Jameson de Lima Maria (foto abaixo), de 38 anos, no Conjunto Habitacional Vida Nova, em Campinas (SP).

Ele foi baleado por volta dos 23 minutos da madrugada em frente de sua casa na Rua Astir Seraphin Gebara e morreu, pouco tempo depois, às 2h, quando já estava no Hospital e Maternidade Celso Pierro, em Campinas.

Apesar de constar como testemunha no boletim de ocorrência que registra o crime, a mulher, segundo a polícia, não sabe quem atirou e, tampouco, quais os motivos.

Ela foi despertada pelo barulho do tiro e, depois, pelos pedidos de socorro do filho. Jameson era natural de Campinas e nasceu no dia 25 de setembro de 1.980.

As investigações são feitas por policiais da Delegacia de Homicídios e do 11º Distrito Policial (Jardim Ipaussurama).