Mulher diz ter encontrado pedaço de frango em pacote de molho de tomate: ‘Não consegui almoçar’

Equipe técnica da empresa avalia o que era o pedaço de carne encontrado na embalagem por uma moradora de Sorocaba (SP).

Uma moradora de Sorocaba (SP) diz ter encontrado o que parece ser um pedaço de frango em um pacote de molho de tomate da marca Heinz. As imagens mostram o conteúdo da embalagem após ela ter sido aberta.

Segundo Edna de Campos Faria, o filho e a nora estavam cozinhando o almoço do último domingo (28), quando abriram a embalagem do molho para despejar no macarrão e se depararam com um corpo estranho dentro do pacote.

Ela ainda contou que ninguém havia notado nada de errado na embalagem até aquele momento e que haviam consumido outros molhos da marca alguns dias atrás, marca da qual é cliente há anos.

Ao se deparar com a situação, a moradora disse que o ocorrido estragou todo o almoço da família. “Eu não consegui almoçar no domingo. Nenhum de nós. Ficamos sem a nossa macarronada”, comenta.

Ainda de acordo com Edna, logo em seguida ela foi verificar o vencimento do produto, que estava previsto para o dia 4 de fevereiro de 2022, e encontrou em contato com a empresa. “Não pretendo entrar na justiça. Nem pensei nisso. Só quero uma resposta, afinal, comi o outro do mesmo lote, que comprei junto”, afirmou.

Em nota, a assessoria de imprensa da Heinz nos informou que a retirada do produto foi solicitada e que o corpo estranho será avaliado pela equipe técnica da empresa. Ainda segundo a empresa, em caso de problemas internos ou externos com o lote, ações corretivas serão implementadas para a eliminação do ocorrido.

A empresa ainda reforçou que segue rígidos padrões de qualidade que garantem a inocuidade e preservação dos produtos e que busca aprimoramento constante, como forma de sempre oferecer uma experiência positiva a todos os seus consumidores. Lamentou o ocorrido e informou que fornecerá uma cópia do atendimento à Edna.

Recall

Em 2017, a mesma empresa anunciou um recall de mais de 22 mil unidades de molho de tomate após ter sido constatada a “existência de fragmentos de pelo de roedor acima do limite máximo de tolerância” em um lote. Em nota, a empresa informou na época que o lote teria sido recolhido e reiterou “seu rigor com o mais alto padrão de qualidade em todo o seu processo produtivo”.

Na época, a Heinz também ofereceu substituição das unidades do lote para quem entrasse em contato com a central de atendimento. (Sob supervisão de Paola Patriarca)

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT