Mulher é agredida e ferida com óleo quente pelo companheiro que foi preso pelas agressões

Segundo boletim de ocorrência, o agressor manteve a vítima trancada por dois dias depois de agredi-la na última terça-feira(18). Ele teve a prisão temporária decretada.

Uma moradora da área rural de Getulina (SP), de 40 anos, registrou um boletim de ocorrência após ser violentamente agredida pelo companheiro, na quinta-feira (20). O homem chegou a atingir a vítima no pescoço e no peito com uma frigideira com óleo quente na terça-feira (18).

De acordo com as informações da polícia, a mulher relatou que foi agredida por ciúme e que esta não seria a primeira vez. Eles vivem há 10 anos juntos e o indivíduo é usuário de drogas.

A vítima contou para os policiais que ele jogou uma frigideira com óleo quente no seu pescoço e peito e, logo em seguida deu socos e cintadas em seu rosto. Ainda a golpeou na barriga e na perna direita com uma faca.

Aos policiais, a mulher relatou ainda que após as agressões o autor a trancou em casa e no dia seguinte saiu deixando-a sozinha, mas por medo ela não conseguiu pedir ajuda.

A vítima diz ainda que tomou diversos remédios para dor e apenas na quinta-feira (20), quando o suspeito voltou para casa, ela disse a ele que não aguentava mais de dor e ele chamou uma ambulância.

Queixa e prisão

Conforme o boletim de ocorrência, a mulher foi encaminhada para o pronto-socorro de Getulina. Os policiais tiveram conhecimento de que ela havia sofrido violência doméstica e a acompanharam até a delegacia para registrar a queixa.

Uma medida protetiva de urgência foi solicitada à Justiça e, segundo a Polícia Civil, um mandado contra o suspeito foi cumprido nesta sexta-feira (21). O agressor tentou se esconder na área externa da chácara onde mora, mas foi encontrado e preso temporariamente.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT