Mulher é multada pela Polícia Militar Ambiental por cortar asas de periquito

Animal estava com as asas cortadas para não voar e fugir do cativeiro.

Uma mulher foi multada em R$ 3.500 por maus-tratos a animal silvestre nesta sexta-feira (30), em Buri (SP). Ela mantinha um periquitão maracanã em cativeiro e tinha cortado as asas do animal para que ele não voasse.

A Polícia Ambiental recebeu uma denúncia por telefone e foi até o local. Os policiais encontraram a ave na casa e a mulher assumiu a posse do animal. Ela foi encaminhada à delegacia, onde contou à polícia que encontrou a ave ainda filhote e cortou as asas para que o periquito não fugisse.

O animal foi apreendido e será encaminhado para um centro de reabilitação de animais. A mulher foi indiciada por crime ambiental e responderá em liberdade.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT