Mulher envolvida em assalto a casal de idosos é presa vendendo drogas

Jovem de 23 anos foi flagrada por câmeras de monitoramento junto com dupla que agrediu e atirou contra dois idosos em Mongaguá, no litoral de SP.

Uma jovem de 23 anos foi presa por envolvimento no assalto a dois idosos que foram baleados em Mongaguá, no litoral paulista. Ela foi capturada por força de mandado de prisão temporária, e estava comercializando drogas. Ela deve responder por latrocínio tentado.

Segundo a Polícia Civil, ela foi encontrada no momento em que comercializava entorpecentes, no bairro Mirim, em Praia Grande. O crime de latrocínio tentado ocorreu no dia 27 de junho, no bairro Vila Vera Cruz. Dois homens anunciaram o assalto e agrediram o casal de idosos, de 75 e 73 anos, com coronhadas. Eles também deram um tiro no joelho da mulher e no abdômen do homem, na tentativa de pegar o veículo do casal.

Nas imagens de câmeras de monitoramento, ela é vista junto com a dupla responsável pelas agressões. A polícia vinha realizando ações de campo para tentar prender os autores identificados pelos investigadores, e já havia mandado de prisão temporária para todos os envolvidos. Foi apurado que eles poderiam ser localizados na cidade de Praia Grande, e nesta quarta, os agentes realizaram diligências no local.

Após um período, os policiais verificaram que uma mulher, com a mesma aparência da procurada, desceu de um veículo e foi até uma viela, entregando uma sacola ao homem que seria o segundo criminoso identificado. Os investigadores fizeram a abordagem e a jovem foi alcançada, entretanto, o outro fugiu.

“Ela tinha um mandado de prisão temporária por ser participação daquele crime, junto com outros dois homens, do roubo ao casal de idosos, mas foi presa também em flagrante pelo tráfico de drogas, já que, no momento em que era cumprido o mandado, a equipe verificou que ela havia acabado de entregar uma sacola de drogas para um homem”, explica o delegado Luiz Carlos Vieira.

Após identificá-la como sendo, de fato, a foragida da Justiça, a equipe localizou a sacola, que continha 53 porções de cocaína (52 gramas), 111 pedras de crack (70 gramas) e 111 porções de maconha (148 gramas). Ela acabou assumindo ser a responsável pelo abastecimento de um ponto de tráfico.

A mulher foi presa em flagrante por tráfico de entorpecentes e pelo mandado de prisão temporária expedido pela 1ª Vara Criminal de Mongaguá, pelo crime de latrocínio tentado. Investigadores continuam tentando localizar e prender os demais suspeitos do crime.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT