Mulher oferece R$ 20 mil a delegado para tentar evitar prisão por tráfico de drogas no interior de SP

Duas mulheres foram presas com drogas dentro de duas casas em Piedade (SP). Polícia usou granada de luz em uma delas para dispersar nove pit bulls.

Uma das mulheres presas por tráfico de drogas, nesta sexta-feira (2), em Piedade (SP), ofereceu R$ 20 mil ao delegado para tentar evitar a prisão em flagrante, em uma casa cercada por muros e nove cães da raça pitbull.

De acordo com a Polícia Civil, uma denúncia apontou que em uma casa da rua João José Neme havia grande quantidade de drogas para a venda.

Com um mandado expedido pela 1ª Vara Criminal de Piedade, os policiais fizeram um cerca na propriedade. Para dispersar e não machucar os cães, os investigadores usaram uma granada de luz e som.

Em seguida, a porta da casa foi derrubada e dentro do imóvel encontrada a investiga com a mãe. Dentro de uma bolsa foram encontrados 80 porções de cocaína, 548 da mesma droga, 592 de crack e 211 de maconha. Também foram identificadas anotações do tráfico e R$ 206 em dinheiro.

Segundo o delegado Manoel Vieira de Camargo Dini, a investigada assumiu o crime e disse que em outra casa, onde morava com a companheira, havia mais drogas. Contudo, chamou o delegado para um canto do imóvel e ofereceu a quantia para tentar não ser presa.

Na outro endereço, a segunda suspeita permitiu a entrada da polícia, que achou drogas na cozinha em uma mala vermelha, microtubos e tijolos de entorpecentes.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT