Mulher pede socorro em bilhete junto a documentos da matrícula de filho em escola

Segundo a Polícia Militar, a mulher foi acompanhada do marido e do filho até a escola.

Uma mulher de 28 anos relatou que sofria agressões físicas do companheiro através de um bilhete colocado no meio dos documentos do casal, durante a matrícula escolar do filho. O caso aconteceu na última segunda-feira (8), em uma escola estadual em Maceió (AL).

Segundo a Polícia Militar, a mulher foi acompanhada do marido e do filho até a escola. Ela entrou com o menino e o homem ficou aguardando no portão. O bilhete foi entregue junto com a documentação do filho a uma servidora do estado, que ao ler foi até a direção e acionou a PM.

No bilhete a mulher relatava que havia apanhado com um facão e pedia para que não ignorassem. “Por favor, me ajude. Estou sendo espancada. Não posso falar. Estou com hematomas na perna e meu filho foi seriamente sofrido (sic) por psicológico. Ele me bateu com o facão. Me ajude, ele não me deixa falar, me ameaça toda hora. Não consigo mais ficar calada, eu me cansei. Não me ignore.”, dizia.

clique na imagem e saiba mais

Ainda de acordo com a PM, os policiais foram acionados pela direção da escola e o agressor foi preso em flagrante, por violência doméstica. A mulher relatou que nos últimos dias havia sido espancada pelo companheiro várias vezes, inclusive com o uso de um facão e que o filho havia presenciado e estava traumatizado.

ÁGIL DPVAT

Não aguentando mais a situação, em um ato de desespero, ela escreveu o bilhete e teve a ideia de entregar junto dos documentos do filho na escola. A mulher apresentou escoriações e hematomas pelo corpo e se submeteu a exames de corpo delito no IML (Instituto Médico Legal). O homem foi preso e está à disposição da Justiça.