Mulher reencontra responsável por salvar família de afogamento após busca na web

PUBLICIDADE

Caso aconteceu na Praia de Guaraú, em Peruíbe (SP).

Após uma mulher publicar um pedido de ajuda nas redes sociais para encontrar quem salvou sua família de um afogamento em Peruíbe, no litoral de São Paulo, o tão esperado “herói” foi encontrado. O motoboy Guilherme Bernardinelli, de 29 anos, que mora em Ribeirão Pires (SP), estava a passeio pela Praia de Guaraú, na Baixada Santista, quando viu a cena de afogamento e decidiu arriscar sua vida para salvar as vítimas. O caso aconteceu no último dia 23 de abril.

Bernardinelli comenta que passeava pela orla com sua esposa quando notou um “alvoroço de gente” na altura do encontro do rio com o mar. O motoboy, que foi atleta de natação por mais de 12 anos, revelou que apesar de viver no interior do estado, sempre visitou a região, e por isso decidiu correr em direção ao ponto de perigo para salvar as vítimas, que lutavam contra as forças das águas.

À nado, alcançou a família de Rosa Feliciano, de 50 anos, que estava com seu marido e filho. “Dei apoio aos três, e gritei ‘ajuda’ para um jet-ski que estava passeando”, relembra.

PUBLICIDADE
Família foi resgatada após se afogar em área de risco em praia de SP — Foto: Arquivo pessoal

“Foi tudo muito rápido”

A moto aquática se aproximou e levou o casal para a orla, enquanto o ex-atleta guiou o rapaz nadando até a areia. “Foi tudo muito rápido, e eu não consegui ficar para conversar com os pais. Só tive a oportunidade de dar um abraço no filho”, conta.

À reportagem, a esposa de Bernardinelli, Priscila Cabral, de 40 anos, afirma que o companheiro “não pensou duas vezes” para salvar a família. “Quando viu, ele me deu o óculos, a bolsa, e foi lá correndo ajudar”.

Priscila relembra o drama que os parentes passaram após o resgate, já que o pai da família havia ficado “bem debilitado” devido ao afogamento. Ela relata que após chegar em terra firme, o filho relutou para se aproximar do pai, já que acreditava que “o pior tivesse acontecido”. Os três passam bem.

Ao fazer uma publicação nas redes sociais pedindo ajuda para encontrar quem salvou sua família do afogamento, Rosa comentou que buscava poder agradecer propriamente, já que no dia não estavam em condições para tal. Após mobilizar a web, Rosa conseguiu falar com Guilherme.

PUBLICIDADE
CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP