Mulher socorrida pela PM com parada cardíaca não resiste e morre na Santa Casa em Araras, SP

Com a chegada SAMU – Serviço de Atendimento Municipal de Urgências, os policiais mantiveram a massagem, até que a senhora reagiu sendo levada rapidamente ao pronto-socorro.

Morreu na tarde desta segunda-feira (23), Maria Inês Chagas, que na noite de ontem teve uma parada cardíaca na noite de ontem, foi socorrida em estado grave, e mesmo com todo esfoço da equipe médica da Santa Casa, ela não resistiu e veio a falecer. A família Chagas, mesmo diante da situação, agradeceu todos os envolvidos do socorro, desde os policiais militares até a equipe médica da Santa Casa. 

Salvamento

Na noite de domingo (22), os policiais militares cabo Camargo e soldado Benites, estavam em patrulhamento pelo município de Araras (SP), quando receberam informações através do COPOM que uma senhora estava tendo uma parada cardíaca pelo Jardim Luiza Maria.

Diante dos fatos, com apoio de demais viaturas, as equipes se deslocaram até o endereço, onde se depararam com a senhora Maria Inês Chagas, já desacordada, sendo iniciada pelos policiais a massagem cardíaca, que é considerada o elo mais importante do suporte básico de vida, após a busca de socorro médico, na tentativa de salvar a pessoa com parada.

Permaneceu internada

Em seguida, com a chegada SAMU – Serviço de Atendimento Municipal de Urgências, os policiais mantiveram a massagem, até que a senhora reagiu sendo levada rapidamente ao pronto-socorro do Hospital São Luíz, onde permaneceu internada sob cuidados médicos. Participaram da ação: sargento Prado, cabo Gonçalves, cabo Marco Antônio, soldado Lira, soldado Vichietin, além dos policiais de ROCAM, cabo Roberto e cabo Rômulo.

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP
ÁGIL DPVAT