Nova mortandade de peixes é registrada no rio Mogi Guaçu em Araras, SP

A Prefeitura Municipal e o Saema, iniciam a operação do Sistema Alternativo de Tratamento de Esgoto no final de julho deste ano.

Uma nova mortandade de peixes foi registrada na manhã desta terça-feira (18), no rio Mogi Guaçu foi registrada em Araras (SP). É possível ver manchas de óleo na água e ver várias espécies de peixes mortos pelo rio.

clique na imagem e saiba mais

“É triste porque é um rio maravilhoso, ele já ajudou muitos pescadores. Hoje em dia, acabou. Não pega mais peixe, pesca só um pouco e isso está errado”, contou um dos moradores do local.

Tratamento

A Prefeitura Municipal e o Saema – Serviço de Água e Esgoto do Município de Araras, iniciam a operação do Sistema Alternativo de Tratamento de Esgoto no final de julho deste ano. O município volta a tratar 100% do esgoto doméstico coletado, o que não acontecia há quase seis anos, com até 70% de eficiência.

“Ele está na fase de crescimento das bactérias, as quais irão tratar o esgoto.
Infelizmente, ainda, temos muita matéria orgânica acumulada no Ribeirão e com a chuva forte é arrastada para o Rio Mogi. Enquanto a matéria estiver no leito, episódios como esse ainda poderão acontecer. Entretanto, com o projeto paliativo, poderemos (em poucos meses) observar a melhora gradativa do rio”, disse Renata Ignácio Batista, técnica de tratamento de esgoto da ETE, que trabalha no local desde 2.015.

O sistema vai antecipar o tratamento de efluentes até que a obra da nova ETE seja concluída – a previsão é que isso aconteça até o final deste ano. Depois, ele poderá ser utilizado eventualmente durante manutenções da Estação para que o serviço não seja interrompido na cidade.