Números da violência caem em Araras, SP

Indicadores são do Programa São Paulo Contra o Crime, auditados pelo Instituto Falconi

Durante coletiva de imprensa, realizada nesta sexta-feira (03), no Gabinete do Prefeito, o comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Araras, capitão Hellington Ilgges da Silva, falou sobre os números da segurança pública de Araras nos três primeiros trimestres de 2017, em relação ao mesmo período de 2016. Ilgges destacou que o Estado trabalha e colhe esses dados, junto ao Programa São Paulo Contra o Crime que é auditado pelo Instituto Falconi.

Os três maiores indicadores criminais de maior preocupação abordados no Programa são: Vítimas de homicídio e latrocínio; Roubos em geral e furtos de veículos. O capitão ressaltou que Araras foi a única cidade, entre as oito que fazem parte do Batalhão de Limeira, que cumpriu as três metas desse Programa, baixando significativamente os números.

“Se empatássemos, já estaríamos mais baixo que o ano passado, pois as metas aumentam a cada ano. Com essa redução, podemos mostrar e comprovar o trabalho eficiente que vem sendo feito, tanto pela PM, como pela GCM de Araras e a Polícia Civil. Nãos e faz nada sozinho, sem o apoio e o trabalho em conjuntos com as outras instituições, não conseguiríamos esses bons números de redução da criminalidade”, finalizou o capitão Ilgges.

O delegado titular da Polícia Civil de Araras, Edgard Albanez, endossou as palavras e os números da violência apresentados pelo capitão Ilges e mencionou que a parte que cabe a Polícia Civil, relativa a investigação tem caminhado bem. Albanez revelou também, que as pessoas que transitam na delegacia, têm falado da “sensação de segurança” que se tem no Centro da cidade, por conta da presença dos Guardas Municipais. “Nós apoiamos essa iniciativa da prefeitura em usar os GCMs para fiscalizar os veículos e, ao mesmo tempo, inibir alguma tentativa de roubo ou furto, com a presença deles nas ruas do Centro.

+ CLIQUE AQUI E VEJA OUTRAS NOTÍCIAS