OAB denuncia jovens que deram bebida alcoólica a galinha durante festa no interior de SP

Segundo a representação da Comissão de Direito Animal, denúncia de maus-tratos será encaminhada para o Ministério Público.

Por Mariana Bonora, G1 Bauru e Marília

A Comissão de Direito Animal da Ordem dos Advogados de Marília denunciou na terça-feira (26) um caso de maus-tratos a uma galinha durante uma festa. Vídeos da festa foram postados nas redes sociais.

O evento teria ocorrido no último sábado (23). Nas imagens divulgadas na internet um jovem segura a galinha e joga para cima a ave, que cai ao lado de uma churrasqueira. Os participantes da festa também dão pinga e macarrão instantâneo para a galinha.

clique na imagem e saiba mais

Imagens da festa foram postadas pela comissão da OAB nas redes sociais. Na postagem, a comissão explica que recebeu série de denúncias “acompanhadas por prints, vídeos e fotos que mostram um grupo de jovens humilhando e forçando uma galinha a consumir álcool” durante a festa.

A presidente da comissão, Giovana Poker, disse que quatro jovens foram identificados entre as pessoas que aparecem nos vídeos e que também fizeram as filmagens. “Nós também já reunimos as provas de crime de ambiental e maus-tratos e vamos encaminhar ainda nesta quarta-feira (27) para o Ministério Público. Como é uma ação penal de competência pública é o Ministério Público que tem que entrar com essa ação. Provavelmente eles vão instaurar um inquérito penal para investigar o caso”, destaca.

Ainda de acordo com a presidente da comissão após a instauração desse inquérito é que as partes devem ser ouvidas. “Nós levantamentos as informações dos quatro identificados com dados que vão facilitar inclusive a ação do Ministério Público.”

Os envolvidos podem responder pelo crime de maus-tratos, que prevê detenção de três meses a um ano e pagamento de multa. “O crime de maus-tratos está configurado no tratamento agressivo e degradante a que foi submetido o animal, que estava visivelmente assustado e estressado.”

Vídeos foram divulgados no Tik Tok, mas depois foram apagados — Foto: Reprodução