Ônibus de turismo tomba em estrada de SP e deixa ao menos seis mortos

Acidente deixou pelo menos 34 vítimas, entre elas seis mortos. Coletivo havia saído de São Paulo e seguia para Paraty.

Um ônibus de turismo tombou na rodovia Oswaldo Cruz em São Luiz do Paraitinga neste sábado (13). Bombeiros estão no local para o socorro às vítimas. Segundo os bombeiros, ao menos seis pessoas morreram.

(CORREÇÃO: ao publicar esta reportagem, erramos ao informar no título que o coletivo seguia para Ubatuba. A polícia havia dado a informação, mas atualizou informando que o veículo seguia para Paraty. A informação foi corrigida às 11h13)

De acordo com os bombeiros, o ônibus de turismo transportava 66 passageiros, além do motorista, quando por volta das 7h tombou no trecho de serra na altura do quilômetro 76.

Os bombeiros informaram que cinco pessoas morreram no local. Outras 34 pessoas foram socorridas e encaminhadas para a Santa Casa de Ubatuba. Onze pessoas foram levadas para o Hospital Regional, em Taubaté e outras três foram levadas para o pronto-socorro de São Luiz do Paraitinga. Doze pessoas não ficaram feridas, foram atendidas no local e não precisaram ser levadas a unidades de saúde.

De acordo com a prefeitura de Ubatuba, durante o atendimento na Santa Casa uma das vítimas não resistiu e morreu.

Ao todo, 11 viaturas dos bombeiros, o helicóptero Águia e viaturas do Samu atuaram no resgate. Parte das equipes continua no local porque duas pessoas que constavam como passageiras seguem desaparecidas. A suspeita é de que, com a batida, tenham sido arremessadas e estejam abaixo do coletivo, que ainda está na pista.

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou que há pelo menos dez quilômetros de congestionamento na rodovia no sentido litoral. Eram esperados mais de 30 mil veículos por causa do feriado da Proclamação da República.

O veículo envolvido no acidente é da empresa Viação Arca e transportava turistas de São Paulo para Paraty. Inicialmente, a polícia havia informado que o coletivo seguia para Ubatuba. O coletivo foi parado pela polícia no trecho de serra da rodovia Oswaldo Cruz, onde é proibida a passagem de ônibus, e teve de voltar. No retorno, o motorista perdeu o controle e o veículo tombou.

Em nota, a empresa informou que lamenta o ocorrido, que está dando suporte às vítimas. Disse ainda que “não há como precisar a causa do acidente, apenas após a conclusão do laudo da perícia científica”.

A Agência Reguladora de Transportes de São Paulo (Artesp) informou que a empresa Arca Turismo estava com os registros em dia e com a vistoria válida até 2022.

Ônibus proibido na rodovia

O trânsito de ônibus e caminhões é proibido na rodovia Oswaldo Cruz. A serra da rodovia tem pista simples, estreita e sinuosa. Por causa destas condições, o tráfego de caminhões e ônibus, superiores a sete metros de comprimento e pesando mais de sete toneladas, é proibido entre o Km 78 e Km 86, de acordo com uma portaria do Departamento de Estradas e Rodagem (DER).

De acordo com a Empresa Metropolitana de Transporte Urbanos (EMTU) apenas uma empresa, a Rodoviário São José, que faz o transporte entre Taubaté e Ubatuba, segue operando no trecho com coletivos, mas com uma liminar que conseguiu na Justiça.

O coletivo envolvido no acidente fazia o transporte de forma irregular, sem permissão para circular na rodovia. De acordo com a polícia, o motorista foi abordado por agentes na madrugada que pediu que voltasse. No retorno, ainda no trecho de serra, houve o acidente. (Com informações do G1).

CLIQUE NA IMAGEM E FALE DIRETO PELO WHATSAPP