Operação contra tráfico e lavagem de dinheiro tem 7 presos e cinco carros apreendidos em Piracicaba, SP

clique na imagem e saiba mais

Loja de venda de veículos era utilizada para lavar dinheiro da venda de entorpecentes, diz polícia.

Sete pessoas foram presas e cinco veículos foram apreendidos durante uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Civil do Estado de São Paulo (Deinter 9 – Piracicaba) contra o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, em Piracicaba (SP).

A Operação Benu também levou à apreensão de dinheiro, celulares, drogas e outros itens e teve auxílio de helicóptero durante as buscas. De acordo com a Polícia Civil, as investigações duraram um ano e foram utilizados quebras de sigilo bancário, fiscal e de comunicações telefônicas, por meio de autorizações judiciais, para monitorar os suspeitos.

O Ministério Público informou que colheu provas de que um comerciante de veículos sediado em Piracicaba mantinha constante relacionamento com traficantes de drogas, integrantes de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios e outros criminosos, e que usava sua loja de venda de veículos para lavar dinheiro para estas pessoas.

“A investigação mostrou que o comerciante de veículos fazia constante compra e vendas de veículos, como é natural para qualquer estabelecimento comercial desta natureza, mas tratando diretamente com pessoas envolvidas com criminalidade […] Misturada à sua atividade de compra e venda de veículos, ele fazia girar o recurso obtido por meio de criminosos”, explicou André Vitor de Freitas, promotor do Gaeco de Piracicaba.

Uma das características da atuação que chamou a atenção dos investigadores é que o proprietário da loja não contabilizava sua movimentação financeira. “Ele não tem contas em banco em nome da empresa, não declara imposto de renda. Ou seja, é tudo feito de forma dissimulada, de forma oculta. Então, nós conseguimos identificar uma ou duas contas correntes com movimentação, não em nome dele ou de sua empresa, mas sim de terceiras pessoas relacionadas a ele”, acrescentou o promotor.

Ele revelou que “inúmeros” veículos estavam registrados em nome da mãe do comerciante. “É uma senhora, uma pessoa que não tem renda ou atividade profissional”.

Material que foi apreendido durante operação contra tráfico e lavagem de dinheiro, em Piracicaba — Foto: Divulgação/ Polícia Civil

A operação

Em razão das provas colhidas, foram decretadas sete prisões preventivas e 13 ordens de busca e apreensão. Além disso, foram autorizadas as apreensões de inúmeros veículos, todos registrados em nome de terceiros e relacionados ao comerciante de veículos. Nesta sexta-feira, todos os mandados foram cumpridos.

Durante a operação, 68 policiais receberam apoio prestado do Serviço Aerotático (helicóptero) da Polícia Civil, conhecido como “Pelicano”, que sobrevoou Piracicaba durante toda a operação, tendo sido determinante na localização e captura de dois acusados que fugiram antes da chegada dos policiais e foram alcançados e presos na Rodovia Bandeirantes (SP-340), próximo a Cordeirópolis (SP).

Entre os presos estão o dono da loja, um filho dele e um grupo de pessoas que foram apontadas como traficantes ou que tenham envolvimento com atividades criminosas.

Nem todos os veículos encontrados no estabelecimento foram retidos, segundo o Gaeco. “Tínhamos ordens de apreensão relacionadas a determinados veículos que identificamos como registrados em nome de terceiros [laranjas], pessoas que são utilizadas para esta comercialização. Nós não tínhamos autorização para apreender todos. Somente os que encontramos que estavam dentro dos relacionados que foram apreendidos”, acrescentou Freitas.

Benu é o nome pelo qual é conhecida uma ave da mitologia egípcia, que inspirou a fênix, da mitologia grega, e que como ela também significa renascer após estar praticamente morta.

“Trata-se de uma referência às inúmeras dificuldades encontradas pelo Ministério Público e pela Polícia Civil para desenvolver as investigações que resultaram na deflagração desta operação, sempre com muitos percalços e obstáculos, mas que, com o empenho e dedicação de seus integrantes, lograram enorme êxito com os resultados alcançados até o momento”, explicou o órgão.